fbpx

Yoga: Os benefícios da prática para o coração

A prática de yoga inclui diversos benefícios para a saúde. Incluindo maior flexibilidade, redução de peso e melhorias na energia e humor. O que você talvez não saiba é que isso também pode beneficiar a saúde do coração.

De acordo com um estudo da Universidade de Estocolmo, na Suécia, pessoas com fibrilação atrial e ritmo cardíaco irregular tiveram pressão sanguínea e batimentos cardíacos significativamente mais baixos depois de praticar 30 minutos de yoga leve semanalmente por 12 semanas. 

Dessa forma, se você tem algum problema cardíaco, fale com seu médico sobre qual nível de yoga pode ser adequado. Veja alguns dos benefícios da prática para o coração:

Promove atividade física

O sedentarismo e a falta de atividade física é um fator de risco significativo no desenvolvimento de doenças cardíacas. No entanto, é algo que pode ser revertido.

Assim, a pesquisa encontrou uma associação entre a prática regular de yoga e hábitos alimentares saudáveis, que podem proteger o coração. Portanto, o recomendado é praticar pelo menos 30 minutos de atividade aeróbica de intensidade moderada 5 dias por semana para melhorar a saúde geral do coração e o fortalecimento muscular. 

Melhora o estresse

Yoga pode desempenhar um papel significativo na redução do estresse e problemas relacionados. Um estudo canadense publicado em 2015 mostrou melhora nos níveis de ansiedade, depressão e qualidade de vida. Um dos focos essenciais de todos os estilos de yoga é a consciência da respiração e a atenção mais profunda. 

Leia também: Como yoga ajuda a combater ansiedade e depressão

Diminui a pressão arterial

Além de todos os benefícios ditos acima, yoga também pode desempenhar um papel no gerenciamento da hipertensão, de acordo com um estudo. Os pesquisadores revisaram alguns estudos e concluíram que a meditação e yoga diminuem a pressão arterial sistólica e diastólica. 

Acalma batimentos cardíacos irregulares

A fibrilação atrial, é um ritmo cardíaco anormal caracterizado por batimentos rápidos e irregulares que podem levar a derrame e outras complicações. De acordo com uma revisão publicada no Journal of Arrhythmia, a prática de yoga estava ligada a uma queda no número de episódios vivenciados por pacientes com fibrilação atrial. 

Os participantes do estudo que desenvolveram uma prática de yoga também relataram uma qualidade de vida mais alta, embora sejam necessárias mais pesquisas para confirmar uma conexão.

Desafio: Elimine 10kgs em 2 meses

Você vai emagrecer mais de 1kg por semana!

 
 

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo