fbpx

Xilitol: Propriedades e benefícios

O xilitol tornou-se popular há alguns anos e virou febre dentro do mundo da “vida saudável”. Mas, afinal, o que é?

Muito usado por quem gosta de açúcar, mas está tentando evitar o ingrediente, o xilitol é um substituto com algumas vantagens em relação ao açúcar convencional. 

Propriedades do xilitol

Por ser menos calórico, o xilitol conquistou uma grande parcela da população, especialmente aqueles que buscam manter uma dieta mais balanceada. Ademais, possui diversas propriedades para o organismo.

Leia também: Ranking do açúcar: confira as melhores opções

Benefícios

Melhora da saúde bucal 

Surpreendentemente, há um estudo que demonstra que ele é benéfico à saúde dos dentes. Em especial, essa pesquisa aponta para a menor ocorrência de cáries naqueles que fazem uso do xilitol em detrimento do açúcar convencional.

Leia mais: Benefícios do sorriso para a saúde – comprovados pela ciência

Leia mais: 6 passos simples para diminuir o consumo de açúcar

Não atrapalha no ganho de massa magra

O xilitol é ausente de grupos aldeídicos ou cetônicos em sua composição. Assim, não participa de reações com aminoácidos. Nesse sentido, não ocorre reação de escurecimento não enzimático, ou seja, a diminuição do valor nutricional proteico não é provocada. Portanto, pode-se concluir que o consumo moderado do xilitol não atrapalha no ganho de massa muscular.

Leia também: Você conhece os efeitos do açúcar no seu corpo?

Cuidados no consumo

Derivado da xilose – um açúcar de aldose cristalino que não é digerível, o qual pode ser retirado de árvores, o xilitol não é lá tão natural quanto querem nos fazer acreditar. Portanto, assim como qualquer outro produto, especialmente aqueles denominados “saudáveis”, essa variedade de açúcar deve ser consumida com moderação.

Não só, por ser extraído das fibras das frutas, dos vegetais e de cogumelos, o xilitol pode ter forte efeito laxativo se consumido em excesso, ou seja, mais do que deveria. Por isso, cuidado, visto que isso pode ser bastante prejudicial à saúde.

Além disso, por possuir um efeito adoçante tão potente quanto o açúcar convencional, o xilitol pode ser facilmente associado ao ganho de peso exacerbado – caso consumido excessivamente. Portanto, não vale achar que está consumindo algo “saudável” e, por isso, pode consumir sem parcimônia.

Vale salientar também: muitas vezes, o xilitol é extraído da fibra do milho que, comumente, é um produto transgênico. Portanto, se você busca evitar esse tipo de alimento, recomenda-se a privação do consumo desse adoçante alternativo.

Apesar de muitas vezes ser vendido como “natural”, por ser extraído de plantas e frutas, o xilitol não deixa de passar por um processo altamente industrializado. Sendo assim, não podemos nos enganar achando que, ao preferir um adoçante alternativo, nos vemos livres de aditivos químicos e afins. Em suma, como qualquer produto industrializado, deve ser consumido com cautela e moderação.

Leia também: Mindful Eating: O método que ensina a comer de forma consciente

Desafio 7kgs em 6 semanas!

Elimine até 7kgs em apenas 6 semanas!

 
 

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo