Devo tomar vitaminas para me proteger do coronavírus?

Desde o início da pandemia de coronavírus houve o aumento da preocupação com a saúde, especialmente sobre a importância da imunidade. Nesse sentido, a fim de promover maior proteção em relação ao COVID-19, muitas pessoas apostam em tomar vitaminas como forma de se proteger da doença. Mas, afinal, essa é mesmo uma boa ideia? Suplementar com vitaminas é uma boa arma contra o coronavírus?

Médicos e cientistas ainda não têm todas as respostas sobre a pandemia. Por ora, sabe-se que a melhor forma de prevenir-se em relação ao novo vírus (altamente transmissível) é lavar as mãos frequentemente e manter o isolamento social.

Coronavírus x vitaminas 

Basicamente, é essencial que a imunidade esteja fortalecida a fim de minimizar o risco de contaminação. Entretanto, o bom funcionamento do sistema imune depende da ingestão conjunta de vários nutrientes e não somente de uma ou de outra vitamina específica, a exemplo da vitamina C, muito ligada à imunidade. Portanto, investir em apenas um nutriente, sem a presença dos outros na alimentação, não previne nenhuma doença. 

Ainda, não há dados que comprovem a existência de um suplemento verdadeiramente eficaz contra esse vírus em específico. Sendo assim, tomar vitaminas para se proteger contra o coronavírus não é de todo má ideia. Mas, certamente não terá efeito protetor milagroso. 

Leia também: Coronavírus: Alimentos que fortalecem imunidade podem prevenir?

Na verdade, nesse momento, o ideal é garantir que mantenha-se uma alimentação densa em nutrientes e balanceada. Portanto, invista em frutas, vegetais e grãos integrais. Em especial, alimentos ricos em vitamina C, antioxidantes e zinco são ideais, pois agem diretamente a favor do sistema imunológico. Algumas boas adições para a sua dieta, que ajudarão a garantir uma imunidade mais forte são: 

Leia também: Alimentos com mais vitamina C que a laranja

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo