fbpx

Vitamina A ajuda a combater câncer de pele

Câncer de pele é um dos tipos mais comuns no mundo inteiro, e uma análise constatou que a vitamina A é capaz de diminuir os riscos de desenvolver a doença. Mais especificamente um carcinoma espinocelular, a segunda forma mais comum desse câncer e que, infelizmente, trata-se de um tumor maligno.

No estudo, publicado recentemente pela DAMA Dermatology, cientistas acompanharam mais de 100 mil pessoas, homens e mulheres, ao longo de anos, observando seus hábitos diários, bem como a alimentação. Dessa forma, analisando todos esses fatores, concluíram que a maior ingestão de alimentos ricos em vitamina A está associada à menores riscos de desenvolver essa forma de câncer na pele.

Os especialistas dividiram os participantes em 5 grupos: do que mais ingeria Vitamina A ao que menos ingeria. Assim, o grupo 1 apresentou 17% menos chance de desenvolver a doença em comparação ao grupo 5.

Essa forma de câncer é mais comum de ocorrer na região da cabeça, do pescoço, das costas e das mãos. Portanto, é importante ficar atento para tais partes do corpo e notar qualquer mudança estranha na pele.

Esse estudo é muito promissor, porém, não tão surpreendente. Afinal, a relação entre os cânceres de pele e os retinóides, derivados de síntese da vitamina A, é estudada pela ciência há anos.

Leia mais: Alimentos que garantem uma pele saudável e lisinha

O que são retinóides?

A vitamina A foi descoberta no ano de 1913. Anos depois, cientistas identificaram sua estrutura básica: o retinol. Mas, foi só em 1976 que o termo “retinóide” foi cunhado para nomear o grupo de substâncias naturais ou sintéticas da vitamina A.

Os retinóides agem de forma que estimulam a produção de Fatores de Crescimento Epidérmico (EGF) que, em situações patológicas, contribuem para a proteção da pele contra agressões e o reparo da mucosa pós-lesão.

Leia também: Biotina: A vitamina com benefícios para cabelos, pele e unhas

Quais são os outros benefícios da vitamina A?

Os benefícios da vitamina A são inúmeros e vão muito além da dermatologia. Ela, que deve ser abundante em nossa alimentação, é essencial para a saúde, crescimento e manutenção dos ossos, dentes, unhas e cabelo. Também está ligada ao combate à cegueira noturna, além de promover a melhora do sistema imunológico e proteger o corpo de infecções respiratórias.

Leia também: Nutricosméticos: O que são e como funcionam

Alimentos ricos em vitamina A

Nosso corpo não é capaz de produzir essa vitamina, por isso, é necessário consumir alimentos ricos nela ou, em casos mais extremos, suplementá-la em cápsulas.

Leia mais: Vitamina C: Para que serve, como tomar e benefícios

Desafio 7kgs em 6 semanas!

Elimine até 7kgs em apenas 6 semanas!

 
 

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo