Unha-de-gato: Para que serve e como fazer o chá

A unha-de-gato, também chamada de herinha, é uma planta medicinal de propriedades diuréticas, anti-inflamatórias e antioxidantes, que podem beneficiar muito a saúde. Por isso, ela é muito presente na fitoterapia.

Usada no tratamento de infecções e para tratar problemas no estômago, a forma mais comum de aproveitar seus benefícios é ao beber o chá preparado de suas folhas.

Benefícios da unhade-gato para a saúde

Fortalece a imunidade

A princípio, por ser naturalmente anti-inflamatória e repleta de antioxidantes, é capaz de fortalecer a ação protetora da imunidade e dificultar que doenças e inflamações prejudiquem a saúde do organismo.

Poder antioxidante

A unha-de-gato é rica em flavonoides, substâncias com funções antioxidantes no organismo, ou seja, impedem a ação dos radicais-livres no organismo, prevenindo o envelhecimento celular e até mesmo mutações que poderiam levar a um câncer

Leia também: Água de alho pode aumentar a imunidade?

Unha-de-gato protege a saúde do coração

As folhas dessa planta são capazes de ajudar na regulação da pressão arterial, evitando que ela eleve-se. Ou seja, ao prevenir a pressão arterial alta, ela protege a saúde cardiovascular, evitando possíveis graves consequências.

Pele jovem e saudável

Devido à abundância em antioxidantes, ajuda a prevenir o envelhecimento precoce da pele. Basicamente, o envelhecimento precoce é resultado do estresse oxidativo, provocado pela ação de radicais livres. As consequências são o aparecimento de rugas e linhas de expressão. Em casos mais graves, câncer de pele.

Combate a retenção de líquido

Por certo, devido ao fato de ser naturalmente diurética, pode não apenas evitar mas também combater a retenção de líquido. Entre os efeitos da retenção, ela pode causar a impressão de ganho de peso, uma vez que provoca inchaço.

Como usar a unha-de-gato

  • Chá
  • Extrato líquido
  • Tinturas
  • Cápsulas de suplementação

Leia também: Chás diuréticos para desinchar

Contraindicações

  • Gestantes e lactantes não devem fazer uso da planta
  • Também, não é aconselhável para pessoas em fase de recuperação pós-cirúrgica
  • Em caso de úlcera estomacal, é preferível evitar seu consumo

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo