Transtorno obsessivo compulsivo (TOC): O que é e sintomas

O Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) é um distúrbio psiquiátrico grave, caracterizado por crises recorrentes de obsessões e compulsões. Dessa maneira, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o TOC está entre as dez maiores causas de incapacitação.

As obsessões são pensamentos, imagens, e ideias que invadem a mente da pessoa, sem que ela perceba. Já as compulsões são ações repetitivas que servem como uma forma de acalmar a mente. 

Por exemplo, se uma pessoa com um medo irracional de bactérias tocar em uma maçaneta, em seguida, ele lava as mãos compulsivamente para não se contaminar.

Geralmente, o transtorno obsessivo compulsivo costuma afetar adultos. Mas, também pode acometer crianças a partir dos 3, 4 anos de idade, tendo prevalência em meninos.

Sintomas do transtorno obsessivo compulsivo

Reconhecer os sinais do TOC não é fácil. Pois diversas pessoas acabam confundindo com uma simples “mania” de manter o ambiente limpo e organizado. Portanto, veja os sintomas mais comuns:

  • Lavar as mãos muitas vezes, por ter medo de germes ou de se contaminar.
  • Preocupar-se com limpeza.
  • Revisar diversas vezes portas, janelas, gás ou o ferro de passar roupas antes de sair de casa ou dormir.
  • Pensamentos agressivos em relação aos outros ou a si próprio.
  • Organizar as coisas em ordem de tamanho ou por cores.
  • Verificar as coisas repetidamente. Como por exemplo, checar se o forno está ligado.

Causas

As causas deste transtorno não são totalmente conhecidas. Contudo, segundo especialistas, tem a ver com uma combinação de fatores. Alguns estudos dizem que pode existir alterações na comunicação entre áreas do cérebro que utilizam a serotonina (hormônio do bem-estar). 

Além disso, histórico familiar e psicológico também podem ser as possíveis causas. Pessoas que sofreram abuso (físico ou sexual) na infância, por exemplo, têm um risco maior de desenvolver TOC.

Leia também: Saúde emocional e saúde mental: Diferenças e semelhanças

Como tratar o transtorno obsessivo compulsivo

O TOC é tratado por meio da psicoterapia, em que o terapeuta irá ajudar o paciente a entender as raízes do transtorno e como lidar com isso.

Em alguns casos, é necessário ter a combinação da terapia com medicação, como os inibidores da reabsorção de serotonina (IRSs) e os inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS).

Leia também: Obsessão por filtros pode causar distúrbios de imagem

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo