Tireoide e depressão: Conheça a relação

A tireoide é uma pequena glândula no pescoço, bem na frente da garganta. A função da glândula é produzir hormônios essenciais para converter alimentos em energia e apoiar o crescimento. Mas, o que nem todos sabem é que alguns sintomas de depressão podem estar associados a condições causadas pela tireoide. 

O hipotireoidismo é caracterizado pela diminuição dos hormônios na tireoide. Fadiga, dificuldade de concentração, alterações no sono e perda ou ganho de peso são alguns sintomas da condição.

comer bem e cuidar da mente

Além disso, sintomas de ansiedade e depressão também podem ser causados por problemas na tireoide. 

Medicamentos e a depressão

Medicamentos para transtornos bipolares, como o lítio e antidepressivos podem afetar a tireoide.

Segundo um estudo feito pelo Centro Médico da Universidade de Amsterdã, na Holanda, 28% dos participantes com transtorno bipolar também apresentavam hipotireoidismo. A condição estava presente em apenas 3% de um controle geral da população e em 18% dos participantes com outros transtornos psiquiátricos.

Outro estudo de 2015, feito pela Universidade de Zhejiang, na China, descobriu que o uso a curto prazo de um antidepressivo (ISRS) pode causar hipotireoidismo em casos muito raros. Contudo, ao mudar para um medicamento diferente (venlafaxina), a tireoide voltou ao normal após 5 meses.

Leia também: Como yoga ajuda a combater ansiedade e depressão

A suplementação hormonal para uma condição da tireoide também pode estar relacionada à depressão. A reposição é usada para trazer de volta ao corpo os níveis normais de hormônio, no caso do hipotireoidismo. Contudo, esse tipo de tratamento pode interferir nos medicamentos para a depressão.

Hipotireoidismo e a depressão

O hipotireoidismo pode afetar a capacidade de pensar, o que dificulta o aprendizado de e afetar o humor. Pessoas com hipotireoidismo grave podem até mesmo chegar a apresentar sintomas de depressão ou demência.

Dito isso, a tireoide pode ter relação com alguns desses sintomas, embora não seja claro como isso influencia o cérebro. Porém, como já visto, alterações nos níveis da tireoide podem aumentar o risco de distúrbios da saúde mental.

Por fim, se os sintomas de depressão persistirem é importante buscar ajuda de um especialista que irá auxiliar no tratamento destas condições. 

Leia também: Atividades que ajudam a lidar com o estresse na quarentena

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo