Spirulina: O que é e benefícios

Você já ouviu falar em spirulina? Essa é uma cianobactéria, um tipo de micro-organismo de cor verde-azulada capaz de fazer fotossíntese e considerada um ótimo suplemento alimentar.

Isso se deve ao fato da spirulina ser fonte de diferentes nutrientes como vitaminas, minerais, aminoácidos e antioxidantes. “Ela também é frequentemente usada como fonte vegana de proteína, pois apresenta entre 50% e 70% dessa substância”, complementa a nutricionista Clarissa Hiwatashi Fujiwara, mestre em ciências pela USP e membro do Nutrition Science (NutS).

Benefícios da spirulina

Consumida, geralmente, em cápsulas e em pó, a spirulina pode proporcionar diferentes benefícios para a saúde. 

Um dos seus conteúdos mais importantes é a vitamina B12, responsável por ajudar no funcionamento do cérebro e pela formação de células vermelhas, fundamental para combater a anemia. 

Leia também: Shakes para emagrecer: Cuidados na hora de consumir

Como esse nutriente só é encontrado em produtos de origem animal, a spirulina acaba sendo um recurso potente para veganos e vegetarianos estritos. 

“A spirulina possui ainda diversos componentes bioativos, principalmente a ficocianobilina, que propicia efeitos antioxidativos e anti-inflamatórios. Há estudos que encontraram evidências de que ela pode ter efeito positivo na saúde neurológica por proteger contra os radicais livres”, aponta Clarissa. 

Com isso, ajuda a reduzir os impactos do envelhecimento e previne problemas degenerativos, como Parkinson e Alzheimer.

De acordo com a nutricionista, ainda são necessários mais estudos a respeito da substância, mas já existem pesquisas que sugerem seu poder para acelerar a quebra de gorduras e glicose no sangue – ação que reduz os níveis de lipídeos no fígado e oferece proteção contra doenças cardiovasculares. 

A spirulina também costuma ser utilizada no processo de emagrecimento, especialmente pela alta concentração de proteína. Isso auxilia na sensação de saciedade, diminuindo o consumo de calorias. 

Apesar disso, Clarissa informa que os efeitos da substância na perda de peso ainda são controversos: “faltam evidências para sua recomendação e deve-se ressaltar que o mais importante é manter hábitos de vida saudáveis, que aliam dieta (emagreça com o Tecnonutri) equilibrada à prática regular de atividade física e sono de boa qualidade”.

Cuidados ao tomar spirulina 

“Evidências sugerem que a spirulina não representa um risco à saúde, embora possa existir potencial contaminação por metais pesados como mercúrio, cádmio, chumbo e arsênico”, alerta a nutricionista.

Ainda que não traga prejuízos, a spirulina é contraindicada para gestantes e lactantes, crianças, pessoas com hipertireoidismo e alérgicos a frutos do mar. 

Vale ressaltar ainda a importância de sempre consultar um médico ou nutricionista antes de começar a tomar qualquer suplemento, inclusive a spirulina. “Não existe uma dosagem estabelecida e mais pesquisas são necessárias para determinar se ela deve ser administrada uma ou várias vezes ao dia”, afirma Clarissa.

Revisado por

Nutricionista Vanessa Losano
Vanessa Losano
Nutricionista e coach de emagrecimento
CRN3 34283

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.