Sororidade: O que é e como colocá-la em prática

Nos últimos meses ouvimos muito a palavra “sororidade”. Muitas pessoas tiveram dúvidas e a busca pelo significado deste termo, de acordo com o Google, aumentou em 250%, sendo o Amapá o Estado com mais procuras. Mas você sabe o que isso significa?

O termo sororidade vem da palavra em latim “soror”, que significa irmã. Dessa maneira, refere-se à empatia e união entre as mulheres, incluindo a proteção e o apoio mútuo especialmente em casos de violência de gênero. 

A sororidade sugere a capacidade de se colocar no lugar da outra mulher, reconhecendo nela suas próprias forças e fraquezas. Assim, é compreender qualquer situação que a outra esteja passando, apoiando-a sem julgamentos. Isso vale não só para mulheres que estejam no próprio convívio, como amigas ou familiares, mas também para desconhecidas. 

O Dia Internacional da Mulher, por exemplo, é um evento que preza a igualdade e a justiça, fortalecendo ainda mais a luta das mulheres. Contudo, existe também a sororidade seletiva, na qual as mulheres acolhem apenas outras mulheres que compartilham dos mesmos interesses e ideais. Ou seja, ocorre a exclusão dos diferentes tipos de corpos, idade, raça, classe, orientação sexual, entre outras opressões. 

Leia também: Habilidades socioemocionais: Entenda a importância

comer bem e cuidar da mente

Como colocar a sororidade em prática

A prática da sororidade pode ser feita em diversos níveis e formas. Por isso, veja algumas dicas que podem ajudar nesse processo: 

  • Comparar-se com outras mulheres é comum, mas é importante reconhecer esse fator. Pois geralmente a comparação está associada a uma crítica, julgamento ou a sentir-se inferior. 
  • Expressar o que sentimos é essencial e dá a sensação de libertação. Portanto, fale para pessoas que você confia sobre como se sente em relação a outras mulheres.
  • Reconheça as suas qualidades e as qualidades de outras mulheres, sem a necessidade de comparação.
  • Participe de grupos de mulheres que compartilham causas e situações que estejam promovendo mudanças. Busque um motivo para trabalharem unidas.

Leia também: Dicas de como aprender a ouvir mais as pessoas

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo