Sorbitol: Esse adoçante é mesmo saudável?

O sorbitol é um tipo de adoçante que serve como alternativa ao açúcar branco para quem deseja controlar o nível de açúcar no sangue ou controlar a ingestão calórica para emagrecer (emagreça com o Tecnonutri) . Ele é considerado um adoçante de menor valor energético, e pode ser utilizado por pacientes de diabetes, contanto que exista orientação médica.

Também chamado de glucitol, é extraído de fontes vegetais renováveis. Por exemplo, pode ser retirado dos frutos da tramazeira, da cana-de-açúcar e de demais frutas, como a maçã, bem como a ameixa.

Uma vez extraído, ele pode ser utilizado como adoçante na indústria alimentícia, mas também na indústria cosmética como umectante e emoliente na fabricação de cremes, loções e pastas dentárias. Ainda pode ser encontrado na forma de pó ou em líquido.

Leia mais: Açúcar de maçã: Conheça o adoçante natural

Benefícios do sorbitol

Valor energético

Por mais que não seja um ingrediente light, o sorbitol é um adoçante de baixo valor calórico. Por isso, pode ser um aliado do controle do peso. Ele tem metade do poder adoçante do açúcar e contém cerca de 2,6 kcal por grama do adoçante. Essa redução calórica pode parecer pouco significativa. Porém, ao longo do dia, a economia de calorias faz diferença para quem deseja diminuir os ponteiros da balança.

Leia mais: Canela pode controlar o açúcar no sangue para prevenir diabetes

Não causa cáries

As cáries são áreas permanentemente danificadas nos dentes que se tornam pequenos buracos. Sua formação pode ser causada por bactérias, o hábito de comer entre as refeições, bebidas açucaradas e má higiene bucal. No entanto, o sorbitol não é um notório causador de cáries.

Contraindicação do consumo de sorbitol

A ingestão excessiva de sorbitol pode provocar dor abdominal, diarreia, gases, náuseas, leves cãibras estomacais ou irritação retal. Além disso, pode exercer um efeito diurético e, assim, causar diurese elevada, perda excessiva de eletrólitos, edema, boca seca e desidratação.

Por fim, embora seja um açúcar de assimilação lenta, o ingrediente quando consumido em excesso pode aumentar os níveis de glicose no sangue.

Leia também: Café pode prevenir diabetes, diz estudo

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo