Síndrome de Fregoli: O que é, sintomas e tratamento

A Síndrome de Fregoli é um transtorno psiquiátrico que faz os indivíduos acreditarem que as pessoas ao seu redor são capazes de se disfarçar, alterando a aparência ou fingindo ser outra pessoa.

Dessa forma, as vítimas da Síndrome de Fregoli têm a impressão de estarem sendo perseguidas a todo momento. Geralmente, os pacientes acreditam que todos são capazes de atacá-los. 

Por exemplo, um paciente com este distúrbio pode acreditar que o seu médico é um de seus familiares disfarçados, que tenta persegui-lo.

comer bem e cuidar da mente

Causas

De acordo com especialistas, não há uma causa específica para a Síndrome de Fregoli. Porém, alguns estudos afirmam que a doença pode ser causada por problemas psiquiátricos, como quadros de depressão e esquizofrenia, doenças neurológicas, como Alzheimer, ou lesões no cérebro, provocadas por pancadas, por exemplo.

Além disso, pessoas que nunca tiveram qualquer tipo de transtorno psicológico também podem desenvolver essa patologia.

Leia também: Síndrome do Impostor: O que é e como evitar

Sintomas

A principal característica da Síndrome de Fregoli é o fato do paciente acreditar que os indivíduos à sua volta alteram a aparência. Mas também existem outros sintomas, que podem incluir:

  • Alucinações;
  • Diminuição da memória visual;
  • Mania de perseguição;
  • Incapacidade para controlar o comportamento;
  • Episódios de epilepsia ou convulsões.

Leia também: Síndrome do pânico: O que é, e como tratar

Tratamento para a Síndrome de Fregoli

Assim como outras em doenças neurológicas, não existe cura para a Síndrome de Fregoli. Mas a boa notícia é que existe tratamento e os sintomas podem ser amenizados de diferentes formas, com a psicoterapia e o uso de medicamentos. Em casos mais graves, onde o paciente apresenta risco para os outros e para si mesmo, é necessário a internação.

Por fim, é fundamental que os portadores dessa síndrome tenham o apoio de amigos e familiares, que irá contribuir para o bem-estar em geral.

Leia também: Síndrome do Ninho Vazio: O que é, sintomas e o que fazer.

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo