Resveratrol: Tudo sobre o elixir da juventude

Se você já ouviu falar que o vinho tinto pode, entre outros benefícios, ajudar a diminuir o colesterol, é provável que tenha ouvido falar do resveratrol – o composto de plantas muito badalado encontrado na bebida.

Mas, além de ser uma parte saudável do vinho tinto e de outros alimentos, o resveratrol tem um potencial potencializador da saúde.

De fato, a substância tem sido associada a muitos benefícios interessantes, incluindo a proteção da função cerebral e a redução da pressão sanguínea.

O que é

O resveratrol é um composto vegetal que age como um antioxidante. As principais fontes de alimentos incluem vinho tinto, uvas, algumas frutas e amendoins. Este composto tende a se concentrar principalmente nas peles e sementes de uvas. Essas partes da uva estão incluídas na fermentação do vinho tinto, daí sua alta concentração de resveratrol.

No entanto, grande parte da pesquisa sobre a substância foi realizada em animais e tubos de ensaio. Das pesquisas limitadas em seres humanos, a maioria se concentrou em formas suplementares, em concentrações maiores do que aquelas que se poderia obter por meio dos alimentos. Dito isso, conheça os benefícios do resveratrol. 

Leia também: Vinho: Benefícios e como consumir

Ajuda a diminuir a pressão

Por conta de suas propriedades antioxidantes, o resveratrol pode ser um complemento promissor para a redução da pressão arterial. Assim, uma revisão de 2015 concluiu que altas doses podem ajudar a reduzir a pressão exercida nas paredes das artérias quando o coração bate.

Esse tipo de pressão é chamada de pressão arterial sistólica e aparece como o número superior nas leituras de pressão arterial.

A pressão arterial sistólica geralmente aumenta com a idade, à medida que as artérias endurecem. Quando alta, é um fator de risco para doenças cardíacas. Com isso, resveratrol pode conseguir esse efeito de redução da pressão arterial, ajudando a produzir mais óxido nítrico, o que faz com que os vasos sanguíneos relaxem.

No entanto, os autores desse estudo dizem que são necessárias mais pesquisas antes que recomendações específicas possam ser feitas.

Reduz a gordura no sangue

Diversos estudos sugeriram que os suplementos de resveratrol podem alterar as gorduras do sangue de maneira saudável. Uma pesquisa de 2016 alimentou ratos com uma dieta (emagreça com o Tecnonutri) rica em proteínas e gorduras poliinsaturadas e também lhes deu suplementos de resveratrol. Os pesquisadores descobriram que os níveis médios de colesterol total e o peso corporal dos ratos diminuíram e seus níveis de “bom” colesterol HDL aumentaram. 

Portanto, o composto parece influenciar os níveis de colesterol, reduzindo o efeito de uma enzima que controla a produção de colesterol. Como antioxidante, também pode diminuir a oxidação do colesterol LDL “ruim”. A oxidação do LDL contribui para o acúmulo de placas nas paredes das artérias.

Protege o cérebro

Não é de hoje que se sugere que beber vinho tinto com moderação pode ajudar a desacelerar o declínio cognitivo relacionado à idade. Isto pode ser parcialmente devido à atividade antioxidante e anti-inflamatória do resveratrol. Assim, a substância parece interferir nos fragmentos de proteínas chamados beta-amilóides, que são cruciais para formar as placas que são uma característica da doença de Alzheimer. Além disso, pode desencadear uma cadeia de eventos que protege as células cerebrais contra danos.

Entretanto, embora essa pesquisa seja intrigante, os cientistas ainda têm dúvidas sobre quão bem o corpo humano é capaz de usar o resveratrol suplementar, o que limita seu uso imediato como um complemento para proteger o cérebro.

Pode aliviar a dor nas articulações

A artrite é uma aflição comum que leva à dor nas articulações e à perda de mobilidade. Suplementos à base de plantas estão sendo estudados como uma maneira de tratar e prevenir dores nas articulações. Assim, quando tomado como suplemento, o resveratrol pode ajudar a proteger a cartilagem contra a deterioração. A ruptura da cartilagem pode causar dor nas articulações e é um dos principais sintomas da artrite. Um estudo injetou resveratrol nas articulações do joelho de coelhos com artrite e descobriu que esses coelhos sofriam menos danos à cartilagem.

Leia também: Vinho e chocolate podem ajudar a prevenir doenças sérias

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.