Alimentos ricos em probióticos – além do iogurte

Os probióticos são micro-organismos vivos que melhoram a saúde geral do corpo. As bactérias benéficas vivem no intestino e favorecem a flora, facilitam a absorção de nutrientes, ajudam a digestão e aumentam a imunidade. Para se beneficiar dos probióticos, é preciso consumi-los diariamente.  

Probióticos também regula o trânsito intestinal, evitando prisão de ventre e diarreia; previnem doenças intestinais, como colite, doença de Crohn e síndrome do intestino irritável; melhoram a absorção de nutrientes; ajudam na digestão, inclusive, da lactose; impedem a proliferação de bactérias ruins; fortalecerem o sistema imunológico e previnem alergias e intolerâncias.

Leia também: Probióticos: O que são e como consumir

Iogurte natural é a principal e mais fácil fonte probiótica no mercado, mas ele não é o único alimento dessa classe. Confira mais opções: 

  • Leite fermentado: contém lactobacilos em sua composição (tipo Yakult).
  • Kefir: bebida fermentada com até 15 tipos diferentes de lactobacilos.
  • Queijo e coalhada: alguns tipos de queijo, como gouda, mussarela, cheddar e cottage são enriquecidos com probióticos (confira no rótulo para saber).
  • Missô: pasta fermentada de soja bastante usada na culinária japonesa. 
  • Picles: a solução salina alimenta o crescimento de boas bactérias, o que torna os picles bons para a digestão.
  • Kombucha: os probióticos presentes na bebida derivada de chá preto podem incentivar a produção de leptina e insulina, hormônios relacionados à saciedade. 

Leia também: Kombucha: O que é e quais os benefícios da bebida

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.