Comer chocolate antes de dormir tira o sono?

A Páscoa está chegando, uma data popularmente marcada pela grande venda e consumo de chocolate. O chocolate é uma das guloseimas mais populares do mundo, mas, apesar da vontade de saboreá-lo 24 horas por dia, é importante evitar seu consumo antes de dormir. O motivo? Ele pode tirar seu sono. 

Por que comer chocolate antes de dormir tira o sono?

A princípio, o chocolate, produto feito a partir do cacau, contém cafeína. A cafeína, um poderoso estimulante natural, a qual está presente no chocolate, vem do cacau, um fruto tropical que também é rico em antioxidantes e fibras. 

Sendo assim, comer chocolate antes de dormir pode tirar o sono, pois a cafeína dá energia ao corpo e poderá provocar insônia, ou seja, dificultar que quem a consome “pegue no sono”.

Por isso, também é recomendável evitar as seguintes bebidas antes de dormir, uma vez que elas também contêm cafeína em sua composição:

Leia mais: Alternativas à cafeína que funcionam como estimulantes naturais

chocolate

No entanto, a cafeína também pode beneficiar a saúde de algumas formas. Por exemplo, ela pode ajudar na perda de peso, bem como no raciocínio e na saúde mental. Porém, sua ingestão não deve ser em excesso e por isso é importante controlar o consumo dos alimentos que a contém, como é o caso do chocolate.

Não só, o chocolate possui também outro estimulante em sua composição: a teobromina. Ela também está presente na semente do guaraná. Em resumo, ela pode dilatar vasos sanguíneos, agir como um diurético e causar o aumento da frequência cardíaca.

Porém, existem estudos que argumentam a favor do consumo do chocolate antes de dormir, pois acredita-se que, na verdade, ele pode ser um aliado da qualidade do sono, pois trata-se de um alimento fonte de magnésio, mineral que previne a insônia.

Leia também: Magnésio é indicado para quem tem dificuldade para dormir

Qual chocolate tem mais cafeína?

Nem todo chocolate contém a mesma quantidade de cafeína. Na verdade, o chocolate ao leite, por exemplo, possui muito menos cafeína se comparado ao chocolate amargo. No entanto, a versão ao leite é mais rica em açúcar, o que pode ser um problema para pacientes de diabetes ou para quem quer perder peso.

Portanto, o chocolate amargo é o tipo que possui mais cafeína em sua composição. No entanto, ele é também fonte de antioxidantes bons para a imunidade e para a saúde do coração, é rico em fibras e possui menos açúcar. Por isso, é a versão mais saudável da guloseima.

Em média, uma barra de chocolate amargo contém 30 miligramas de cafeína. Já uma xícara de café contém 95 miligramas.

Leia mais: Chocolate amargo e ao leite: Você sabe qual a diferença?

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo