Beber café pode ajudar pacientes com câncer colorretal

Beber café pode ajudar pacientes com câncer? Segundo pesquisas recentes, sim. Além de render energia para o corpo, ele pode beneficiar a saúde. Cientistas estadunidenses resolveram pesquisar o potencial do café em relação ao câncer, mais especificamente o câncer colorretal.

O câncercolorretal se instala no reto ou no intestino grosso. Em 90% dos casos, esse tumor se origina a partir de um pólipo adenomatoso que, ao longo dos anos, sofre alterações progressivas em suas células. Nos Estados Unidos, esse tipo de câncer é o terceiro mais comum entre homens e o segundo mais comum entre mulheres, atrás apenas do câncer de mama.

Pacientes com câncer x consumo de café

A princípio, o estudo realizado por cientistas de diferentes universidades dos Estados Unidos, analisou 1.171 pacientes e seu hábito de consumo de café. Todas as pessoas que participaram da análise estavam em estado avançado da doença e não poderiam passar por cirurgia, portanto, outras formas de tratamento tiveram de ser buscadas.

Ao longo da detalhada análise, os cientistas concluíram que os pacientes que rotineiramente tomavam café possuíam uma chance 11% maior de viver mais que os que não possuíam o mesmo hábito.

Por fim, concluíram que esse efeito positivo podia ser observado tanto nas pessoas que bebiam a versão descafeinada quanto a versão com cafeína. Ou seja, isso não deve-se à cafeína, mas sim a outras propriedades da bebida.

Além da caféina, café é rico em fósforo, manganês, magnésio, potássio e vitaminas do complexo B, que atuam no sistema nervoso dando a ele mais equilíbrio .

Entretanto, o estudo não fornece motivos suficientes para recomendar, neste ponto, que os pacientes com câncer colorretal avançado ou metastático comecem a beber café ou aumentem seu consumo de café. Mas sim, que a bebida não é prejudicial e pode ser benéfica.

Leia também: Beber café diariamente reduz risco de pressão alta, diz estudo

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo