Natação: Conheça os benefícios e o gasto calórico da prática

Você sabia que a natação queima mais calorias do que a caminhada? A prática traz muitos benefícios para ter uma vida mais saudável, manter o corpo equilibrado e, principalmente, emagrecer de maneira prazerosa. Não é a toa que é um dos esportes mais populares do mundo.

A exercício na água tem mais resultado do que outras atividades de baixo impacto. É indicado para quem tem pressa em perder peso, mas não aguenta o desgaste de atividades muito intensas. Assim como pessoas que possuem risco de lesões, já que não há impacto sobre as articulações.

A rotina na piscina melhora o condicionamento físico, é indicada para quem tem problemas respiratórios, ajuda a emagrecer e também a ganhar massa muscular. E, claro, colabora com a boa forma do praticante por ser uma atividade física completa.

Benefícios da natação

  • Emagrecimento com a prática regular 
  • Melhora de problemas respiratórios, como asma e bronquite
  • Ganho de massa muscular (pernas, braços, abdômen)
  • Ganho de condicionamento físico
  • Baixo impacto nas articulações (indicado para idosos e no tratamento de fibromialgia)
  • Melhora a saúde do coração
  • Longevidade

Leia também: 5 exercícios que ajudam a diminuir o inchaço

Tipos de nado

Crawl

O crawl é o mais comum e o mais praticado entre todos os nados, pode ser realizado por crianças e até idosos. Sabe quando você vai atravessar a piscina ou nadar em um trecho do mar? De barriga para baixo, basta bater os pés e intercalar a passagem dos braços na lateral do corpo enquanto começa a se movimentar. Primeiro estica para a frente, passa próximo da orelha, gira e vai até a altura da coxa. 

O movimento simples mexe com o bíceps, tríceps, quadríceps, peitoral e músculos anteriores da perna. Pode ser feito em diferentes intensidades.

Crawl: 720 calorias por hora

Costas

Boa opção para iniciantes, dá a sensação que está boiando na água e o movimento é inverso ao crawl. De barriga para cima, comece a bater as pernas. O braço sai da altura da coxa, sobe gira, passa ao lado da orelha e entra na água. Sempre intercalando entre os dois.

O movimento trabalha os músculos posteriores das coxas, costas, trapézio, tríceps, panturrilha e glúteos.

Costas: 720 calorias por hora

Peito

O nado de peito possui movimentos mais complexos e embaixo da água. É como se você estivesse no fundo do mar e precisasse sair do lugar. Os braços ficam bem abertos fazendo um movimento redondo até as mãos se encontrarem na altura do peito para recomeçar. A perna acompanha o movimento de abrir e fechar, empurrando a água.

A modalidade trabalha os bíceps, músculos anteriores da coxa, adutores e todo o peitoral.

Peito: 660 calorias por hora

Borboleta 

É o mais difícil entre todos os nados. De barriga para baixo, o nadador dá um salto com a cabeça fora da água e braços bem abertos. O movimento se repete de forma rápida. A pernada pode ser a maior dificuldade para quem não está acostumado, assim como a força no braço. 

Borboleta: 840 calorias por hora

Iniciantes

É preciso touca na cabeça e óculos de natação para a prática do esporte. O cloro das piscinas é prejudicial aos olhos e cabelos, que pode ficar com uma cor esverdeada, principalmente se for claro.

Assim como qualquer outra atividade física, os iniciantes precisam passar por uma avaliação médica para testar as modalidades, a intensidade do  exercício e a profundidade da piscina. Um exame de pele também é indicado em caso de sensibilidade.  

Desafio 7kgs em 6 semanas!

Chegue no verão com o corpo que você quiser!

 
 

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.