Método Koan: Conheça a técnica de meditação

Diversas pessoas têm dificuldades em meditar por não conseguir manter a concentração, com o pensamento no futuro, passado ou nas preocupações diárias. Contudo, para atingir o estado pleno e aproveitar todos os benefícios da meditação é necessário ter foco. Com o Método Koan isso é possível. A meditação em si é essencial para reduzir os níveis de estresse. Assim, é um conjunto de técnicas de concentração para alcançar a plenitude emocional e mental.

O Método Koan é uma técnica que surgiu há cerca de 900 anos no Budismo Zen, no Japão, com o intuito de atingir a expansão da consciência, auxiliando no autoconhecimento e promovendo um estado meditativo através da reflexão sobre os Koans.

Mas, você deve estar se perguntando o que são os Koans. Este termo tem a ver com afirmações, perguntas e narrativas ou diálogos propositalmente enigmáticos. 

Assim, eles proporcionam a percepção de que nem todo problema tem solução. Ou seja, a ideia principal da prática é que as pessoas consigam aprender a conviver com os enigmas de suas próprias vidas.

comer bem e cuidar da mente

Como funciona o Método Koan

Para iniciar a prática do Método Koan, você deve estar em uma postura confortável e em um ambiente totalmente silencioso. Suas preocupações devem ser deixadas de lado e o seu corpo relaxado. A prática se dá na mente, portanto, é mais difícil que a atenção se disperse.

Sua atenção deve estar voltada ao Koan, seja numa afirmação, à resposta de uma pergunta ou à compreensão do ensinamento de um diálogo, por exemplo.

Desse modo, a mente irá se voltar para o enigma no Koan e aos poucos estará totalmente envolvida. Durante a sessão o indivíduo poderá alcançar o autoconhecimento, entendendo como os seus processos mentais funcionam. Por fim, a técnica também irá facilitar o alcance da atenção plena. 

Leia também: Vícios emocionais: Entenda o que é e como se livrar

Benefícios

  • Relaxamento, afastando qualquer tipo de perturbação;
  • Mais atenção e concentração;
  • Redução dos níveis de ansiedade;
  • Reduz os sintomas de depressão;
  • Aumenta a criatividade;
  • Melhora da qualidade do sono;
  • Facilita o autoconhecimento.

Leia também: Meditação zazen: O que é e como praticar

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo