Método Agonista-Antagonista: Como funciona o treino

No mundo da musculação existem diversos métodos de treinamento, como o método agonista-antagonista. Este treino visa aumentar a intensidade do seu treino e ao mesmo tempo reduzir o tempo gasto na academia. 

Dessa maneira, o método agonista-antagonista estimula ao máximo as fibras musculares, contribuindo para a hipertrofia. Além disso, também ajuda a queimar calorias.

Contudo, este tipo de treinamento não é recomendado para todos. Assim, é mais indicado para quem já está acostumado com altos níveis de intensidade e deseja estimular ainda mais a realização dos exercícios.

Leia também: Treino super-set: Entenda o que é e como funciona

Como funciona

Antes de tudo, é importante entender como funciona o treino agonista-antagonista.

O músculo agonista diz respeito ao músculo principal que será treinado e é o mais ativado durante o movimento. Já o antagonista é o músculo contrário ao que está sendo exercitado. 

Mas, é importante ressaltar que se o controle do peso não for bom, um dos músculos trabalhados receberá mais estímulos do que o outro.

Leia também: Treino tri-set: O que é e quais são os benefícios

Exemplos de exercício

Bíceps no aparelho + tríceps no banco

O tríceps é o músculo oposto ao bíceps, então, é uma ótima opção pois este exercício é focado nos dois.

Inicie o treino de bíceps no aparelho e faça de 10 a 15 repetições. Dessa maneira, alterne a série com o tríceps no banco, sem descansar, e faça de 10 a 15 repetições. 

Depois da execução do tríceps, faça uma pausa de 30 segundos e, logo após, continue alternando até que tenha atingido três séries em cada um dos exercícios.

De acordo com estudos, quanto menor for o intervalo, melhores são os resultados em relação a este método de treinamento.

Leia também: Treino bi-set: Conheça a metodologia de hipertrofia

Puxada com a pegada inversa + voador

A puxada com pegada inversa trabalha a parte das costas e o voador auxilia no desenvolvimento do peitoral, outra alternativa de usar o método agonista e antagonista.

Comece com a puxada com a pegada invertida, fazendo cerca de 10 repetições. Lembre-se de puxar a barra até a parte superior do peito, de forma que os cotovelos fiquem ao lado do corpo.

Em seguida, execute o voador, realizando 10 repetições novamente. Aproxime os braços ao máximo durante o exercício.

Por fim, descanse então 30 segundos e repita o exercício até finalizar três séries.

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo