5 melhores exercícios para o corpo

Exercícios físicos são aliados da boa forma e da saúde. Previnem doenças, melhoram o condicionamento físico e nos torna mais preparados para realizar as tarefas do dia a dia. 

Algumas atividades são mais eficazes quando se quer obter todos esses benefícios, sobretudo para quem está buscando incluir mais movimento na rotina. 

Abaixo, confira os cinco melhores exercícios para o corpo, indicados no relatório de saúde norte-americano Starting to Exercise (Começando a se exercitar, na tradução para o português). Seus benefícios incluem perda de peso, ganho de músculos, melhora da capacidade cardiorrespiratória e saúde do cérebro, além de fortalecer os ossos.

Leia também: O que queima mais calorias: exercício aeróbico ou musculação?

Natação

A natação é um “exercício perfeito”, porque usa quase todos os músculos do corpo. Nadar regularmente por pelo menos 30 a 45 minutos proporciona um treino aeróbico – que está ligado ao aumento da frequência cardíaca para melhorar a saúde do coração.

Além disso, a natação é de baixo impacto, pois o suporte da água não força as articulações. O esporte pode reduzir o risco de doenças crônicas como doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e acidente vascular cerebral, além de melhorar o seu humor e manter o peso sob controle.

Tai Chi

Tai Chi combina respiração profunda e relaxamento com movimentos suaves. Originalmente desenvolvido como uma arte marcial na China do século XIII, é acessível para uma grande variedade de pessoas, independente da idade ou do nível de aptidão, já que os praticantes seguem seu próprio ritmo.

O exercício ainda pode ajudar pessoas com 65 anos ou mais a reduzir o estresse, melhorar a postura, equilíbrio e mobilidade geral e aumentar a força muscular nas pernas. Outros estudos sugerem que o Tai Chi pode reduzir o risco de quedas entre adultos mais velhos e melhorar a mobilidade no tornozelo, quadril e joelho em pessoas com artrite reumatoide.

Treinamento de força

Este tipo de treinamento envolve o uso de peso, que pode ser seu próprio corpo, pesos livres ou halteres para criar resistência contra a atração da gravidade. Você também pode usar fitas elásticas ou acessórios com pesos nos tornozelos. Os especialistas indicam esse tipo de exercício como uma ótima maneira de reduzir a gordura corporal e aumentar a massa magra, bem como para desenvolver ossos fortes e acelerar seu metabolismo para ajudá-lo a queimar mais calorias.

De acordo com a Clínica Mayo, nos Estados Unidos, o treinamento de força pode reduzir os sinais e sintomas de muitas doenças crônicas, como artrite, dor nas costas, obesidade, doenças cardíacas, depressão e diabetes

Leia também: Fitness x Wellness: Você sabe a diferença?

Caminhar

Pode parecer insignificante, mas andar mesmo durante poucos minutos regularmente pode fazer maravilhas para a sua saúde. Cientistas descobriram que uma rápida caminhada diária de apenas 20 minutos poderia adicionar anos a sua vida. Um estudo da Universidade de Cambridge com 334 mil pessoas descobriu que mesmo uma quantidade modesta de atividade pode prolongar a vida.

Por outro lado, a falta de exercícios matou duas vezes mais pessoas do que a obesidade. Outro estudo recente descobriu que os adultos que caminharam durante 30 minutos quatro dias por semana mostraram conexões reparadas na região do cérebro ligada à perda de memória. Também demonstrou melhorar a depressão. Se você não se exercita regularmente, os pesquisadores de Harvard recomendam começar com caminhadas de 10 a 15 minutos.

Exercícios de Kegel

Os exercícios de Kegel podem ajudar a prevenir ou controlar a incontinência urinária e outros problemas no piso pélvico. São importantes para homens e mulheres. Muitos fatores podem enfraquecer esses músculos, incluindo gravidez, parto, cirurgia, envelhecimento e excesso de peso. Mas fortalecê-los pode ajudar a prevenir acidentes embaraçosos como vazamento da bexiga e melhorar sua vida sexual.

Leia também: 8 motivos para se exercitar logo pela manhã

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.