Love Bombing: Quando o amor se torna exagerado

É comum ganhar um buquê de flores, declarações por mensagens ou cartas e outros presentes sem um motivo especial, especialmente no início do relacionamento. Afinal, quem não gosta de receber a devida atenção do parceiro, não é mesmo? No entanto, quando isso se torna algo excessivo, você pode estar lidando com algo que merece atenção: o love bombing, um comportamento egocêntrico, muitas vezes sendo característica do transtorno de personalidade narcisista.

Também conhecido como bombardeio de amor – em uma tradução livre – o love bombing ocorre quando o indivíduo demonstra atenção, afeto e admiração de forma excessiva.

Quem recebe essa “bomba” de amor se sente especial, amado, valioso e digno, componentes que contribuem para aumentar a autoestima de uma pessoa. Isso ocorre pois essas ações ativam a dopamina e endorfinas (hormônios do prazer e bem-estar).

Porém, apesar de você se sentir num pedestal, as intenções de uma pessoa que pratica o love bombing são contrárias. O intuito é fazer com que o parceiro seja totalmente dependente, colocando-se em uma posição em que possa ser controlado. 

comer bem e cuidar da mente

Assim, quanto mais a vítima de love bombing se sente “feliz” o indivíduo reforça essas atitudes. Pois trata-se de algo que ele necessita constantemente, para que suas fraquezas não sejam expostas.

Apesar de qualquer pessoa ser capaz de praticar o love bombing, geralmente esse comportamento é mais comum entre os narcisistas.

Como identificar o love bombing

Reconhecer o bombardeio de amor pode ser difícil. Portanto, veja alguns dos principais sinais:

  • Receber presentes com frequência: Gestos de amor exagerados, como por exemplo, enviar presentes inadequados para o seu trabalho. Tudo isso pode parecer inofensivo, contudo, o objetivo é fazer com que você pense que deve algo a eles.
  • Pressão: Você costuma se sentir pressionado em relação aos planos do futuro? Esse é um dos principais sinais do love bombing. É comum que o parceiro insista em morar junto ou casar mesmo no início do relacionamento.
  • O parceiro exige respostas a todo momento: Por exemplo, se você não responder a uma mensagem por algumas horas, o seu parceiro se estressa e exige uma resposta o mais rápido possível.
  • Sentimento de inferioridade: Ao receber tantos gestos de amor, é comum que a vítima desse comportamento se sinta inferior. Dessa maneira, você acredita que tem a obrigação de retribuir.

Leia também: Relacionamento abusivo aumenta risco de depressão e ansiedade

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo