Inflamação emocional: O que é e como reverter

A inflamação emocional se refere a sentimentos de estar constantemente no limite, angustiado, hiper-reativo ou hipervigilante e com medo sobre o que está acontecendo no mundo. 

Ao passar por experiências ruins emocionalmente, nossas reações e a autocrítica aumentam em frequência e intensidade. Além disso, o estresse também é um fator que contribui com a inflamação emocional.

Quando estamos estressados, os níveis de cortisol (hormônio do estresse) elevam. Dessa maneira, quando você está estressado, seu fluxo sanguíneo e pressão arterial aumentam, os músculos ficam tensos e os batimentos cardíacos disparam. Com essas mudanças, você pode ter problemas como insônia, sensibilidade à dor, problemas de concentração ou foco, problemas digestivos, dores de cabeça, entre outros.

Com o estresse situacional, seu corpo se acalma após a fonte de estresse passar. No entanto, com a inflamação emocional, você acaba em um estado contínuo de ansiedade ou alerta máximo. Isso porque nossos corpos e mentes são projetados para estar em boas condições.

Dito isso, veja como reverter os efeitos da inflamação emocional.

Como reverter

Reservar um tempo para cuidar de você mesmo pode fazer a diferença para a integridade da sua saúde física, emocional e mental. Portanto, adicione à rotina diária atividades que irão proporcionar relaxamento, como um banho quente, aula de yoga ou uma caminhada. Apenas 10 a 20 minutos por dia já é suficiente. 

Leia também: Como criar uma rotina de autocuidado que realmente funciona

Da mesma forma, a autoaceitação é a chave para o amor próprio. Quando somos capazes de perdoar alguém que nos fez mal, a situações e/ou a nós mesmos, nos libertamos do apego à dor e reagimos de maneira diferente.

Por fim, essas técnicas positivas de enfrentamento podem ser ótimos processos anti-inflamatórios da inflamação emocional. Desse modo, mudar nossos pensamentos, sentimentos e comportamento para positividade, otimismo, esperança, aceitação e amor aumenta a imunidade nos níveis físico, cognitivo, emocional e espiritual.

Leia também: Coronavírus: O que você precisa saber para se cuidar

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo