Horta em casa: Cultive temperos e hortaliças

Que tal aproveitar o isolamento social e montar uma horta em casa para proporcionar uma porção de benefícios? Para começar, sua saúde vai agradecer. Afinal de contas, você garante o consumo regular de alimentos saudáveis e livres de agrotóxicos – e sem precisar ir ao supermercado ou feira.

A nutricionista Clarissa Hiwatashi Fujiwara, Mestre em Ciências pela USP e membro do Nutrition Science (NutS), detalha que a horta caseira facilita e estimula o consumo de alimentos in natura através do ato de cozinhar, promovendo qualidade alimentar. 

“À medida em que se realizam mais refeições caseiras, a tendência é consumir menos alimentos processados de forma geral.”

Quanto ao valor nutricional, não há diferença entre os produtos plantados em casa ou comprados no mercado. Mas, você ganha na qualidade, pois os alimentos cultivados na hora em casa são mais saudáveis que aqueles obtidos em safras.

Além disso, seu bolso também sente o impacto positivo: plantando os próprios vegetais, você economiza nas compras. Quer mais vantagem? A horta funciona como item de decoração no ambiente e, para quem tem crianças, é uma ótima maneira de ensiná-las a respeitar e admirar a natureza e o meio ambiente.

Dicas para montar uma horta em casa

Quem mora em casa, geralmente, tem mais espaço à disposição para dar início à uma horta. Tudo o que precisa é buscar a luz solar direta, com períodos de sombra ao longo do dia. 

Porém, se você vive em apartamento, não se preocupe. Pois, também é possível aproveitar todos os benefícios da hortinha usando um pequeno espaço na cozinha ou até montando um jardim vertical na sacada. Assim, se houver bastante oferta de luz, pode cultivar hortaliças e leguminosas. Caso contrário, aposte em ervas e temperos.

“Tudo o que você precisa é escolher o que quer plantar e colocar em vasinhos pendurados na parede, em sentido vertical. Você não consegue fazer plantações de vegetais muito grandes, mas com certeza adiciona mais sabor aos pratos de sua família”, pondera a nutricionista Aline Santos, de Goiânia (GO).

Para sua horta, você pode usar vasos, embalagens recicladas, como garrafas pet e potes de sorvete, floreiras e caixas de madeira. Contudo, não se esqueça de furar o fundo dos recipientes para evitar excesso de água, além de areia nos pratos que acomodarem os vasos para evitar a proliferação do mosquito da dengue. Se tiver um quintal, pode plantar diretamente na terra.

Você precisa ainda de substrato, solo que servirá de alimento para os organismos vivos, e das sementes ou mudas que deseja plantar. 

Leia também: Temperos e ervas naturais que podem substituir o sal na cozinha

Alimentos mais indicados para a horta em casa

Orégano

Tempero versátil e quase unânime. Funciona bem com carnes e legumes assados e molhos. Gosta de climas amenos e bastante sol, com regas moderadas e frequentes.

Alecrim

É fácil de cuidar e prefere temperaturas equilibradas, então, nada de extremos para o alecrim. Precisa ser regado com frequência no início. Depois, pode ficar até 3 dias sem água. Leva 3 meses para ser colhido depois do plantio. Vai bem com carnes, peixes e legumes ao forno.

Manjericão

Cresce bem em ambientes mais quentes, com muito sol. A rega deve ser constante, porém com volume moderado de água. Assim, quando surgirem folhas, faça a poda na sequência, pois elas sugam a energia da planta. 

Cebolinha

Muito comum na culinária brasileira, a cebolinha precisa de temperaturas entre 13° C e 24° C. Deixe essa erva ao sol por algumas horas todos os dias e não exagere na rega. O solo deve ser molhado com frequência, mas nunca ficar encharcado. 

Coentro

Requer o uso de substratos leves de acidez neutra. Plante as sementes em fileira e regue com regularidade. Nunca deixe essa erva sem água. Os primeiros brotos nascem algumas semanas depois de plantadas.

Dicas importantes para a horta em casa

  • As sementes, em geral, têm maior variedade de opções, menor custo e são mais acessíveis. Contudo, o processo de plantio e crescimento será mais longo e demorado que a muda. 
  • Se optar pela muda, a hortaliça estará num estágio de maior desenvolvimento e o tempo de espera até o uso nas receitas e preparações será menor.
  • É importante conhecer a necessidade de luz e água de cada planta.
  • Se usar vasos, escolha o tamanho e profundidade corretos para ajudar no crescimento das raízes da planta. Evite modelos sem furos, uma vez que é necessário que a água escorra.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.