Hipnose para emagrecer: O que é e como funciona

Será que é possível fazer hipnose para emagrecer (emagreça com o Tecnonutri) ? Como assim? Basicamente, é possível praticar a hipnoterapia a favor da perda de peso, pois o controle da mente é essencial nesse processo. Ou seja, emagrecer pode não ser apenas um desafio para o corpo, mas para a mente também. É nesse sentido que a hipnose pode ajudar.

Hipnose para emagrecer: Entenda a relação mente x corpo

A técnica da hipnose com a finalidade da perda de peso foca em ajuda no controle do apetite de forma psicológica. Em resumo, seu uso se dá de forma terapêutica a fim de controlar o impulso de, por exemplo, comer mais que o necessário. Dessa forma, atua também no controle de episódios de compulsão alimentar.

No entanto, esse é um tratamento de fim terapêutico auxiliar. Ou seja, ele por si só não promove a perda de peso sem que a pessoa que passou pela hipnose acredite nos efeitos que ela pode promover.

Sendo assim, é essencial entrar em contato com o subconsciente, pois é lá onde estão os traumas, bem como os outros possíveis motivos que podem tornar mais difícil a perda de peso. Por isso, ao acessar esses sentimentos durante o transe hipnótico, passa a ser mais fácil encarar o processo do emagrecimento. Como consequência, a própria perda de peso pode acontecer mais facilmente.

Leia mais: É possível emagrecer sem dieta? Saiba mais

A saúde mental e a relação com o corpo

A mente está relacionada com a relação que temos com nosso corpo de muitas formas. Em resumo, distúrbios psicológicos e emocionais, por exemplo, podem causar a ocorrência de episódios de compulsão. Além disso, podem desencadear outros tipos de transtornos alimentares, como a anorexia e a bulimia. Por isso, a saúde mental está diretamente ligada à relação mantida com a autoimagem de cada um.

Por fim, nenhuma técnica tem o poder de fazer o corpo emagrecer de maneira isolada. Ou seja, para perder peso de fato é preciso que exista déficit calórico, que é nada menos do que consumir menos calorias do que se gasta. 

Leia também: O poder da afirmação para a saúde mental na pandemia

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo