HIIT ou LISS: Qual exercício ideal para você?

O treino HIIT (High Intensity Interval Training) ganhou notoriedade em programas de treinamento com o objetivo de emagrecer, e não é para menos. 

Combinar movimentos de alta intensidade, em que se chega a quase perder o fôlego, com pequenos intervalos de descanso é uma estratégia valiosa para secar as gordurinhas

O método, apesar de eficiente, não é a única maneira de entrar em forma. O LISS (Low Intensity Sustained State) é um treino de baixa intensidade em estado estacionário que também merece atenção. São, por exemplo, aquelas caminhadas mais longas e tranquilas no parque ou aquele pedal de 45 a 50 minutos no fim de semana. Os exercícios que não elevam os batimentos cardíacos, porém precisam ser feitos por períodos mais longos.

O treino LISS pode ser realizado na academia, em casa ou ao ar livre. Ir para o trabalho a pé ou de bicicleta, por exemplo, está inserido dentro dessa modalidade. O importante é que as atividades tenham duração de 45 a 60 minutos. 

Leia também: Treinamento funcional: O que é e como fazer

Já o HIIT não precisa de tanto tempo. Uma boa sessão de 30 minutos com estímulos fortes e descansos estratégicos é o suficiente para melhorar o condicionamento físico e ganhar uma silhueta mais sequinha. 

Sabe aqueles tiros no treino de corrida, ou momentos em que seu professor de bike pede um minuto de aceleração máxima? É isso! Você pode fazer a aula duas ou três vezes por semana, queimando entre 300 e 450 calorias em cada sessão. 

Mas, entre o HIIT ou LISS, qual o melhor treino?

HITT ou LISS

Na verdade, cada modalidade tem seus benefícios, então, o ideal seria experimentar uma combinação dos dois. O importante é ouvir o próprio corpo e descobrir o que funciona. Porém, no final das contas, seja HIIT ou LISS, o treino perfeito é aquele que você mais gosta de fazer e sente prazer em executar. 

Benefícios do HIIT

  • Queima de gordura superior a outros métodos de treinamento.
  • Aumento do metabolismo, que continua em pleno funcionamento, gastando mais energia, mesmo após o término da atividade (o chamado efeito EPOC).
  • Facilidade de encaixar o treino em agendas mais apertadas. Meia hora é o suficiente para fazer uma sessão de HIIT. 
  • Melhora do condicionamento cardiorrespiratório, que dá mais aptidão a outros esportes de alta intensidade, como a corrida e o ciclismo.
  • Ajuda a controlar a pressão arterial.
  • Estimula a sensibilidade à insulina, pois utiliza a glicose para produzir energia durante o treino. 
  • Indicado para todas as pessoas, pois é facilmente adaptado ao limite individual. Essa versatilidade permite a evolução gradual das aptidões físicas sem comprometer a saúde.
  • Melhora a coordenação, o equilíbrio e a consciência corporal. 
  • Ajuda a controlar o apetite. Depois do treino, o corpo produz mais grelina e peptídeo YY, hormônios que reduzem a sensação de fome.
  • No corpo como um todo há resultados visíveis. Porém, aquela gordura localizada na barriga (gordura visceral) é eliminada de forma eficiente com o HIIT.

Faça sua avaliação de peso, descubra seu peso ideal e aprenda a emagrecer com a Low Carb. Clique para saber mais

Vantagens do LISS

Além da queima de gordura, outro ponto positivo do LISS é que, por ser menos intenso, o treino ajuda na redução de dores, a melhorar a postura e é mais fácil de ser executado. 

Ele é indicado especialmente para quem quer começar ou voltar a se exercitar. O baixo risco de lesão faz com que o praticante se sinta mais seguro para iniciar aquela caminhada, pedalada ou natação com menos chances de se machucar, além de não gerar muitos danos à musculatura e a dor do pós-treino ser bem menor.

Leia também: Musculação: O que é, benefícios e principais tipos

Desafio 7kgs em 6 semanas!

Chegue no verão com o corpo que você quiser!

 
 

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.