Grumixama: Conheça a fruta da Mata Atlântica

A grumixama é uma árvore típica da Mata Atlântica, cujo fruto assemelha-se à jabuticaba e à groselha negra. Seu nome, originário do tupi-guarani, significa “pega na língua”. Ela também é conhecida como cumbixaba e ibaporoiti. Entre suas propriedades, destacam-se os antioxidantes, a vitamina C e as vitaminas do complexo B.

[simple_shortcode id=widget_alimentacao_saudavel

Benefícios da grumixama

Imunidade fortalecida

Sua abundância em antioxidantes, principalmente os flavonoides, e em vitaminas anti-inflamatórias, como a vitamina C, garante uma imunidade mais fortalecida, o que reduz o risco de doenças inflamatórias e infecções.

Leia mais: Dieta rica em flavonoides reduz risco de câncer

Previne a retenção de líquido

Ainda, a grumixama promove efeito diurético. Portanto, ao estimular a maior produção e eliminação de urina, a bebida previne que o corpo retenha excesso de líquido. Assim, também facilita a eliminação de toxinas, portanto, promove “efeito detox”.

Coração saudável

Por ser anti-inflamatória, favorece a saúde cardiovascular. Em resumo, a grumixama ajuda no controle da pressão arterial, bem como na regulação do colesterol.

Portanto, seu consumo pode prevenir problemas como a hipertensão e a arteriosclerose (perda da elasticidade das artérias como consequência da pressão arterial elevada).

Pele jovem

Sua ação anti-inflamatória combate os radicais livres, ou seja, moléculas instáveis responsáveis pelo estresse oxidativo, que causa o envelhecimento precoce da pele. Por isso, ao combater os radicais livres, garante a prolongada jovialidade da pele. Não só, os antioxidantes também ajudam no tratamento de acne.

Como consumir a grumixama

  • A princípio, pode ser consumida crua. Sua polpa assemelha-se a da pitanga, ou seja, é viçosa e contém sementes;
  • Ainda, também é possível fazer geleia e compotas a partir de sua polpa;
  • Produção de xarope;
  • Doces e recheios de bolos;
  • Sorvete e sucos;
  • Não só, pode ser adicionada a chás.

A fruta também é usada na produção de aguardentesvinagres e licores.

Leia também: Groselha negra: Benefícios e como consumir a fruta

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo