Fita kinésio: Quais são os benefícios e como utilizar

Você já viu atletas com fitas coloridas em diferentes área corpo durante as competições? Chamado de fita kinésio, o acessório pode trazer diversos benefícios tanto para atletas quanto para a população em geral.

Assim, a fita kinésio – também conhecida como bandagem elástica ou fita cinesiológica – é aplicada nos músculos ou áreas onde o paciente esteja lesionado. Dessa maneira, a técnica tem como objetivo auxiliar no tratamento de lesões e dores nos nervos e tendões musculares, promovendo a estabilidade.

Desenvolvida pelo quiropraxista japonês Kenzo Kaze, na década de 1970, as bandagens são fáceis de fixar e exercem uma tensão constante na pele do paciente. Além disso, elas são feitas de fibras de algodão e permitem a transpiração.

Leia também: O que é melhor: Mini band (faixa elástica) ou pesos para treinar?

Benefícios

A fita kinésio visa contribuir para a recuperação rápida e eficaz de lesões, de acordo com as necessidades específicas de cada um. Com a utilização frequente da fita, você pode usufruir dos seguintes benefícios:

  • Melhora da postura;
  • Aumento da propriocepção;
  • Fortalecimento dos músculos;
  • Aumento da circulação sanguínea;
  • Facilita os movimentos;
  • Acelera a regeneração de tecidos;
  • Corrige desalinhamentos articulares;
  • Reduz tensões musculares, dores e edemas;

De acordo com um estudo publicado no International Journal of Physical Therapy,  a fita cinesiológica ajuda a melhorar a postura do úmero em relação à escápula de pacientes com patologias nessa área. 

Como utilizar a fita kinésio

A fita kinésio pode ser utilizada em três formas: em forma de I para áreas pequenas ou lineares, Y para músculos grandes e X para músculos grandes e longos.

Dito isso, para colocá-las o profissional deve esticá-las e remover a etiqueta. O ideal é que a fita não seja colocada de um extremo ao outro do músculo, pois isso pode causar cãibras. Geralmente, a fita kinésio dura em torno de quatro dias e precisa ser removida no sentido do crescimento dos pelos. 

Leia também: Mini band: Comoe tonificar com o elástico para malhar

Ainda, o uso da bandagem pode ser feito antes, durante ou depois do treino. Antes, pode ser utilizada para não piorar uma dor já existente. Durante, facilita o movimento prejudicado pela lesão e, no pós, para reduzir a dor e auxiliar no tratamento.

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo