Feng Shui: O que é e dicas simples para inseri-lo em sua casa

Já ouviu falar no Feng Shui, mas não sabe bem o que ele significa? Provavelmente, você já viu sobre o assunto em alguma chamada de revista de arquitetura ou decoração, e não é por acaso. O Feng Shui tem a tradução literal do termo vento-água, mas significa muito mais do que isso.  É uma técnica milenar chinesa de arrumação de cômodos com o objetivo de equilibrar as energias e atrair harmonia

Os chineses dizem que essa arte é como o vento que não se pode entender, e como a água que não se pode agarrar. É o vento que traz a água da chuva para nutrir tudo que está embaixo. É preciso movimentar! Assim como a água parada traz doenças, coisas paradas vão estagnar as energias dentro de um ambiente.

Com alguns planos em ação, entre eles a organização correta de móveis, uso de cores e objetos para cada ambiente e disposição dos cômodos, é possível movimentar a energia (chamada de chi) evitando estagnação que pode impedir a prosperidade e a paz de quem vive na casa, por exemplo. Essa técnica também pode ser aplicada em empresas e locais de trabalho com a mesma finalidade de harmonização. 

Leia também: Acupuntura: Como funciona e para que serve

Os tipos de Feng Shui 

Existem várias escolas e técnicas para se aplicar o Feng Shui. Veja quais.

  • Escola do Chapéu Negro: em quase todas as reportagens e artigos publicados na mídia brasileira e ao redor do mundo sobre o Feng Shui é utilizada esta técnica, que é feito com o uso do baguá, que significa oito lados.
  • Escola dos Elementos: todos nós, quando nascemos, recebemos um elemento e um animal. Com essa informação, construímos um mapa para ver o que está faltando e o que está em excesso em uma casa ou empresa. 
  • Escola da Forma: utiliza figuras geométricas para representar os elementos.
  • Bússola: utiliza-se a bússola para nortear e fazer a distribuição dos móveis e programar pedras e cristais.
  • Radiestesia: tem como ferramentas gráficos, chumbos, cobre e Mesa Radiônica. 

Benefícios das técnicas de Feng Shui

O Feng Shui deve ser entendido como um dos vários sistemas da filosofia chinesa e não uma panaceia para todos os males. Ou seja, ele não traz sucesso da noite para o dia nem é uma mágica milagrosa, mas se você aplicar os seus conceitos corretamente, ele fará sua vida mudar de rumo.

Em linhas gerais, um ambiente que segue os preceitos da técnica chinesa desperta emoções, sentimentos e situações desejadas para cada espaço. Veja alguns exemplos:

  • Mais criatividade, concentração e prosperidade em ambientes de trabalho.
  • Paz e energias recuperadas em quartos e locais de repouso.
  • Socialização, alegria e descontração em salas e espaços para receber amigos e ficar perto da família.

Leia também: Fitoterápico: Entenda o que é e como funciona

Como se beneficiar do Feng Shui em casa ambiente

  • Você precisará de um baguá, uma espécie de mapa dos centros de energia da casa e seus espaços. A ferramenta tem muitos tipos com o formato de um octógono, que se divide em nove nichos que influenciam a vida. É facilmente encontrado em lojas de decoração e arquitetura, mas você pode imprimir o modelo da foto abaixo.
Feng Shui
  • Tendo esse objeto em mãos, a forma mais comum de utilizá-lo é por meio da rosa dos ventos, com a área do “trabalho” posicionada ao norte, ou colocar a mesma área na entrada da casa e de cada espaço. Esse simples diagnóstico ajuda a perceber o que pode estar em desarmonia na sua residência ou ambiente de trabalho. 

Feng Shui nos ambientes

feng shui

Feng Shui na entrada

  • Cada ambiente da casa tem uma função e um móvel que representa sua identidade. A cama, por exemplo, remete ao quarto; o escritório, à mesa; e por aí vai. Esses objetos que definem os cômodos precisam estar em evidência, no que se chama de posição de comando. Logo, é desejável que sua cama fique no centro do quarto. Existem algumas regrinhas nesse caso, como evitar que a cama fique de cara para a porta ou de costas para ela. 
  • Evite colocar objetos logo na entrada de sua casa. Para o Feng Shui, o fluxo de energia da rua para dentro do nosso lar é muito importante. A entrada é vista como uma espécie de amuleto protetor de energias externas que podem invadir o ambiente. Logo, precisa de espaço para a força do chi movimentar-se com fluidez.
  • A dica para deixar a entrada bonita e receptiva é colocar vasos floridos e esculturas ao redor da porta, e não no meio do corredor (caso sua casa tenha um nessa área). 

Quarto e banheiro

  • Mantenha a porta do banheiro sempre fechada, assim como o vaso sanitário. O banheiro é um reduto de energias que não nos servem mais, então mantê-las no devido lugar é uma regrinha básica para não contaminar os outros ambientes do lar ou do escritório. 
  • Inclua uma fonte de água corrente no cômodo da prosperidade, que pode ser o espaço onde você trabalha, dentro de sua própria casa. Uma fonte pequenina estimula o chi a se movimentar e atrair energias criativas que atraem dinheiro.
  • Não coloque objetos pesados pendurados perto de sua cabeceira da cama. Pois, o peso remete a um fardo de preocupação e excesso de responsabilidades que podem lhe deixar ansioso.
  • Sabe aquelas camas que têm espelho na cabeceira? São péssimas escolhas na análise do Feng Shui, pois refletem a energia para longe da cama, quando objetivo é justamente o de concentrar sua energia ali.

Como tornar a cozinha em um ambiente calmo com Feng Shui

Comece organizando as superfícies

O objetivo é limpar tudo que não seja essencial nos balcões – que é um espaço importante em uma cozinha. Comece retirando tudo e lavando. Quando estiver tudo limpo e seco, coloque apenas o essencial à vista e deixe o resto guardado. 

Leia também: Dicas de Feng Shui para ser mais produtivo no trabalho

Em seguida, vá para os espaços da despensa e do armário, locais nos quais você poderá encontrar um lugar para as coisas não essenciais. 

Organize a despensa, geladeira e limpe o forno

Organizar a despensa ajudará a multiplicar o espaço de armazenamento, eliminar os alimentos vencidos e encontrar inspiração para novas receitas. Portanto, limpe as prateleiras, uma por uma. Logo após faça o mesmo com sua geladeira e depois com o forno.

Agora, os pisos

A chave é limpar o chão da cozinha o mais profundamente possível. Use um tipo de sabão de sua preferência e adicione uma gota de óleo essencial para obter aroma extra. Assim, sua rotina diária se tornará mais fácil.

Cultive ervas

Que tal aproveitar o isolamento social e montar uma horta em casa para proporcionar uma porção de benefícios? Para começar, sua saúde vai agradecer. Afinal de contas, você garante o consumo regular de alimentos saudáveis e livres de agrotóxicos – e sem precisar ir ao supermercado ou feira. Além disso, cultivar algo comestível em sua cozinha é uma ótima maneira de atrair abundância, de acordo com o feng shui.

Quem mora em casa, geralmente, tem mais espaço à disposição para dar início à uma horta. Tudo o que precisa é buscar a luz solar direta, com períodos de sombra ao longo do dia. 

Porém, se você vive em apartamento, não se preocupe. Pois, também é possível aproveitar todos os benefícios da hortinha usando um pequeno espaço na cozinha ou até montando um jardim vertical na sacada. 

Dicas para tornar o home office mais agradável

Encontre um lugar com vista

Para o home office ideal, opte por um lugar que tenha uma vista inspiradora e que não irá fornecer distrações. Afinal, nada melhor do que dar uma pausa e apreciar a vista e ter um ambiente arejado. Se não tiver uma paisagem por perto, opte por uma parede com uma pintura ou quadro que goste ou algo mais neutro para que possa se concentrar. Além disso, alguns itens adicionais como plantas, livros e quadros ajudam a preparar o espaço.

Organize sua área de trabalho

Estar trabalhando em um ambiente desorganizado pode ser ruim para o rendimento. Por isso, é necessário limpar e organizar o escritório, sala ou qualquer que seja o espaço onde trabalha. Tire itens desnecessários de sua mesa e deixe apenas o básico. 

Iluminação

Uma luz natural, mesmo que seja pouca, pode melhorar o humor, pois também adiciona cores mais brilhantes ao espaço em que você está. Então, além de acender as lâmpadas e luzes, também abra as cortinas e persianas, para obter mais luz solar e deixar o ambiente claro.

Coloque personalidade no local

Personalize o local onde trabalha do seu jeito para se conectar mais e se sentir tranquilo. Mesmo que esteja trabalhando em uma mesa da cozinha, você pode trazer seu objeto de decoração favorito para colocar ao lado. Você também pode por uma pequena pilha de livros favoritos para inspiração ou até mesmo uma foto emoldurada na parede.

Leia também: Como tornar seu lar mais tranquilo para 2020

Mude de assento

Apesar de parecer confortável trabalhar sentado no sofá ou na cama, a longo prazo isso pode ser uma péssima ideia para sua coluna. O ideal é ter uma cadeira ergonômica para ter uma boa postura mesmo trabalhando em casa. Porém, se isso não for uma opção para você, faça pausas a cada meia hora para se alongar.

Cerque-se de estímulos

Para ter mais estímulos e foco em seu espaço, posicione a arte não apenas na parede que você está de frente, mas sim por toda parte. Invista na sua criatividade e traga uma energia colorida ao espaço.

Leia também: Como trabalhar o dia inteiro sentado prejudica o corpo

Escolha um local silencioso

Quem gosta de trabalhar com barulho? Então, para evitar isso, o cantinho deve ser montado no cômodo mais silencioso da casa, de preferência isolado dos demais.

Vale lembrar aos familiares que música alta, televisão no último volume ou qualquer tipo de barulho no horário comercial não é uma boa ideia. 

Leia também: Temperos e ervas naturais que podem substituir o sal na cozinha

Fonte: Mary Lindemuth, terapeuta holística com especializações em Massoterapia, Shiatsu, Aromaterapia, Feng Shui, Reiki. Possui certificações internacionais em Barras de Access e Magnified Healing. Ministra diversos cursos na área de bem-estar. 

Leia também: Aromaterapia: Descubra o poder dos óleos essenciais

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.