Feijão-de-lima: Benefícios e propriedades da fava

O feijão-de-lima é uma leguminosa altamente nutritiva também chamada de feijão-espadinho, feijão-manteiga, bonje e, mais comumente, de fava. Ele é natural do continente americano, da região andina, sendo mais comum no Peru. No quesito tamanho, essa variedade de feijão é maior que algumas mais comuns no Brasil, como o feijão carioca e o feijão preto.

Benefícios do feijão-de-lima

Ajuda no ganho de massa magra

Grande fonte de proteína assim como demais leguminosas, o feijão-de-lima beneficia quem pretende ganhar massa magra, ou seja, quem almeja a hipertrofia. O ganho de massa muscular requer uma rotina consistente de exercícios e uma dieta (emagreça com o Tecnonutri) apropriada, rica em proteínas. Além disso, a abundância de proteína beneficia também a saúde dos ossos e o funcionamento do metabolismo.

Leia também: Molibdênio: Conheça o nutriente e seus benefícios

Facilita a digestão

O feijão-de-lima é rico em fibras, carboidratos complexos que facilitam a digestão. Em resumo, sua abundância em fibras beneficia o funcionamento do intestino, de forma que o trânsito intestinal acontece mais rapidamente. Dessa forma, previne-se o inchaço abdominal, além de ajudar no controle do apetite.

Beneficia a saúde da mulher

Por ser rico em isoflavonas, compostos orgânicos também presentes na soja, alivia os sintomas da menopausa, como as ondas de calor. Além disso, pode prevenir certos tipos de câncer, inclusive o de mama, que atinge muitas mulheres, além de ajudar no controle do colesterol. Não só, o consumo do feijão-de-lima pode beneficiar gestantes, prevenindo problemas ao longo da gravidez.

Leia também: Comer frutas e vegetais pode aliviar os sintomas da menopausa

Previne a anemia

O feijão é também uma grande fonte de diversos minerais e vitaminas. Entre os minerais que integram sua composição, é rico em ferro, um dos minerais mais importantes para a o sangue. Assim, em casos de deficiência de ferro, o diagnóstico de anemia é comum.

Leia mais: Bons níveis de ferro no sangue podem retardar o envelhecimento

Como consumir o feijão-de-lima

  • Cozido
  • Sopas e caldos
  • Receitas vegetarianas
  • Saladas

Leia também: Guandu: Conheça a nutritiva variedade de feijão

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo