Farinha de linhaça: Conheça a opção saudável e nutritiva

A farinha de linhaça é feita a partir da famosa semente do linho . A linhaça é fonte vegetal de ômega-3, além de ser considerada um superalimento.

A linhaça possui duas variedades, a dourada e a marrom, porém suas propriedades são essencialmente as mesmas. Entretanto, a linhaça dourada é uma melhor fonte de proteína. Ambas as variedades podem ser usadas no preparo da farinha, que pode ser feita até em casa.

Benefícios de incluir a farinha de linhaça na dieta

Ajuda na perda de peso

Fonte de fibras, a farinha de linhaça ajuda na sensação de saciedade e evita o excesso da hora de se alimentar. Além disso, atua no bom funcionamento do intestino, evitando a constipação (prisão de ventre) e seu consequente inchaço abdominal.

Leia mais: Comer linhaça emagrece?

Protege a saúde do coração

Por ser uma fonte de ômega-3, um ácido graxo saudável, a farinha ajuda a regular (e reduzir) o nível de colesterol no corpo. Por isso, pode prevenir problemas cardiovasculares. Além disso, aumenta o nível de colesterol bom.

Alivia inflamações

A linhaça é anti-inflamatória e, por isso, a farinha feita a partir dela pode prevenir ou aliviar processos inflamatórios no corpo. Nesse sentido, ajuda a prevenir o estresse oxidativo, provocado pela ação de radicais livres. É esse processo inflamatório o responsável por doenças graves como Alzheimer e certos tipos de câncer, uma vez que ele provoca a formação de tumores.

Também promove o fortalecimento da imunidade. Assim, o consumo da farinha de linhaça ajuda a tornar o corpo menos propenso a doenças, inflamações e infecções.

Como incluir a farinha de linhaça na alimentação

  • Sucos e vitaminas
  • Com cereais
  • Massa de pães, bolos, tortas e quiches
  • Panquecas
  • Doces saudáveis

Leia também: Farinha de teff: O que é, propriedades e benefícios

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo