Exercícios seguros para gestantes e benefícios

Apesar de ser comum hoje em dia, muitas gestantes ainda têm dúvidas sobre a prática de atividades físicas durante a gravidez. Nesse período, as mulheres enfrentam uma série de alterações no corpo que podem trazer desconfortos. Então, ao praticar exercícios físicos, é possível evitá-los para ter uma gestação tranquila. 

Os exercícios físicos são fundamentais para as gestantes, pois ajudam a relaxar, melhoram a postura, diminuem a dor lombar e reduz o risco de desenvolver diabetes gestacional. Ademais, se movimentar também é recomendado para aliviar desconfortos causados pelas mudanças no organismo.

De acordo com um estudo da Universidade de Montreal, no Canadá,  o aumento da circulação de sangue na placenta causada pelos exercícios melhora a oxigenação do bebê no útero favorecendo seu desenvolvimento cerebral.

Os benefícios não param por aí. Outro estudo feito na Universidade Federal de São Carlos, em São Paulo, apontou uma diminuição dos casos de depressão pós parto em grávidas ativas.

Leia também: Pregorexia: O transtorno alimentar que afeta mulheres grávidas

Dicas e cuidados

Embora mulheres grávidas possam realizar atividades físicas, alguns cuidados devem ser tomados antes de iniciar a prática regular dos exercícios. 

Segundo a educadora física Bianca Pichirilli, o mais importante é ter a liberação médica. Isso porque muitas mulheres apresentam uma gravidez de risco, e a atividade física pode não ser benéfica nesses casos.

“Ser acompanhada por um profissional de educação física também é fundamental. Apenas um profissional será capaz de dosar o volume de treino ideal para cada sessão, bem como julgar a atividade ideal para ser realizada. Além disso, comece aos poucos e respeite qualquer sinal do seu corpo de fadiga ou mal-estar” explica Bianca.

Leia também: Melhores exercícios aeróbicos para fazer em casa

Melhores exercícios

Se você ficou com dúvidas sobre quais são os exercícios mais seguros para as gestantes, veja abaixo os recomendados pela educadora física. A frequência e duração depende de cada um, porém, o Colégio Americano de Medicina do Esporte indica de 3 a 5 vezes por semana.

Musculação e treino aeróbico

A musculação é uma ótima opção para fortalecer a musculatura evitando dores nas costas e nas articulações, que costumam ser comuns em gestantes. Dessa maneira, a utilização dos pesos deve ser indicada por educadores físicos e pode variar conforme suas limitações.

Já o treino aeróbico ajuda a aumentar a resistência física e o funcionamento cognitivo. Como por exemplo, dançar, pular corda, pedalar ou correr.

Pilates

O pilates em si traz diversos benefícios para a saúde. Com as gestantes não é diferente: a atividade fortalece a musculatura do assoalho pélvico, o que ajuda na sustentação do peso da barriga e o parto normal. Também melhora a postura.

Natação 

Durante a gravidez ainda é possível fazer natação. Desse modo, a atividade tonifica a musculatura e aumenta o fôlego e a sua resistência.

Mas é importante lembrar que você deve controlar a frequência cardíaca e nadar em intensidade moderada.

Yoga

Yoga é uma das melhores formas de relaxar e focar em si mesmo, além de aumentar a flexibilidade e equilíbrio. Para as mamães, diminui a ansiedade e alguns exercícios respiratórios podem ser usados durante o trabalho de parto. Existem movimentos específicos para as gestantes praticarem de forma segura.

Leia também: Alongamentos e exercícios para quem tem dor nas costas

Hidroginástica

Para mulheres grávidas a hidroginástica é uma ótima alternativa pois a água reduz o peso da barriga durante os exercícios e o impacto nas articulações.

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo