A importância da prática de exercícios físicos para autistas

As atividades físicas são importantes para melhorar a qualidade de vida de todas as pessoas. Assim, autistas não é diferente. A necessidade da prática de exercícios traz diversos benefícios em todas as idades – especialmente se o distúrbio começou na infância. 

O Abril Azul é o mês da conscientização sobre o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). Esse problema é caracterizado pela perda de contato com a realidade. Assim, surgem consequências como enfrentar problemas com a habilidade motora. Portanto, muitos não conseguem brincar ou praticar exercícios. Também há dificuldades no aspecto de interação social.

Além disso, estudos apontam que crianças e adultos com autismo podem ter um estilo de vida sedentário. Em casos mais graves, esse fator pode desencadear a obesidade. Por isso, os pais se sentem desencorajados a colocarem os filhos em aulas de esportes.

No entanto, a atividade física é essencial para autistas. Os exercícios físicos aumentam os níveis de IGF (um dos hormônios responsáveis pelo crescimento e desenvolvimento dos tecidos). Por isso, contribui para um aumento da capacidade cognitiva, raciocínio, memória e foco.

comer bem e cuidar da mente

Leia também: Abril Azul: Alimentação ideal para quem tem autismo

Quais exercícios são recomendados?

É importante frisar que o autista deve ter o acompanhamento com um educador físico. Dessa maneira, o profissional irá passar os exercícios adequados para a condição.

Geralmente, os movimentos indicados são simples, para aumentar a tolerância da criança ao exercício físico. Como por exemplo: pegar a bola, levantar a bola e arremessar a bola.

Leia também: Importância da avaliação médica antes da atividade física

Benefícios dos exercícios físicos para autistas

Os exercícios podem trazer muitos benefícios para os autistas, alguns deles incluem:

  • Aprimorar a comunicação;
  • Reduzir a ansiedade;
  • Melhorar do humor;
  • Aumentar a autoestima;
  • Ajuda o indivíduo a aprender novas habilidades;
  • Traz mais foco e concentração.

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo