As melhores ervas para a saúde do cérebro

A saúde começa pela alimentação e, claro, ervas também são aliadas – até mesmo do cérebro. Algumas delas, inclusive, são comuns e já devem fazer parte do seu consumo diário.

Considerados as melhores ervas para a saúde do cérebro, os temperos e especiarias abaixo foram estudados pela relação na doença de Alzheimer, além de testados por seus efeitos gerais sobre a cognição (ou seja, a ação ou processo mental envolvido no pensamento, entendimento, aprendizado e lembrança). Confira:

Ervas que beneficiam a sáude do cérebro

Sálvia

A sálvia é especialmente benéfica para a cognição, bem como para o auxílio no tratamento de Alzheimer. Não só, um estudo redigido em 2017 comprovou que a erva é excelente para a função neurológica de modo geral, ou seja, mantém o cérebro saudável de forma efetiva. 

Ela pode ser adicionada em diversas receitas, mas também pode ser consumida em forma de chá.

Conheça mais dos benefícios e propriedades do chá de sálvia.

Cúrcuma

A cúrcuma, também conhecida como açafrão-da-terra, é um tempero típico da Ayurveda, a medicina milenar indiana. Contém compostos antioxidantes, bem como anti-inflamatórios. Assim, é excelente para a saúde do cérebro, tal qual do restante do corpo. 

Especialmente, ajuda na prevenção do Alzheimer, de modo que age em conjunto com a beta-amiloide, uma proteína encontrada na membrana gordurosa que envolve as células nervosas. Não só, a erva atua na inibição da quebra de células nervosas do cérebro. 

Leia mais: Açafrão-da-terra (cúrcuma): Benefícios e como incluir na dieta

Ginkgo biloba

A ginkgo biloba é de origem chinesa e é usualmente aplicada no tratamento para demência. Usada há anos na medicina tradicional da China, sua fama devido aos seus benefícios é de longa data. Essa erva beneficia a função cognitiva e, não só, estimula a circulação sanguínea no cérebro. 

Além disso, pode aliviar os sintomas da depressão. 

Leia mais: Adaptógenos: Ervas que ajudam a combater o estresse

Ashwagandha

A Ashwagandha é uma erva de origem indiana e, tal como a cúrcuma, atua conjuntamente com a proteína beta-amiloide. Ou seja, auxilia a prevenção e o tratamento de Alzheimer

Não só, pode ocasionar a diminuição do estresse oxidativo do cérebro, o qual provoca e piora os efeitos do Alzheimer. Ademais, ajuda no combate da ansiedade e da depressão e, também, possui propriedades anti-inflamatórias. 

Leia mais: Erva ashwagandha: O que é e benefícios

Ginseng

O ginseng é uma erva que vem sendo utilizada há milênios. Na sua composição, há propriedades anti-inflamatórias (ginsenosides).

Como outras ervas, age com a beta-amiloide, que está relacionada à incidência de Alzheimer no cérebro. 

Leia também: Ginseng emagrece? Saiba o que diz a ciência

Gotu Kola

A Gotu Kola, também conhecida como centela, integra a Ayurveda, bem como a medicina tradicional chinesa, pois ajuda na clareza mental. Essa erva previne o estresse oxidativo no cérebro, que influencia na incidência de Alzheimer.

Leia mais: Conheça o nutriente que pode prevenir o Alzheimer 

Erva-cidreira

A erva-cidreira é comumente usada no combate dos sintomas da ansiedade. Não só, pode beneficiar a função cognitiva, aumentando a clareza mental. 

Em um determinado estudo, o uso de extrato de erva-cidreira se mostrou eficaz para a melhora da função cognitiva dos pacientes observados.

Leia mais: Os temperos e ervas mais saudáveis para incluir na dieta

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo