Doril (acônito-do-mato): A erva naturalmente analgésica

Doril é uma erva também chamada de acônito-do-mato, que é naturalmente analgésica e fonte de antioxidantes. Ou seja, ela pode ajudar a aliviar dores, além de ser anti-inflamatória e, por isso, fortalecer a imunidade.

É uma planta nativa do Brasil e pode ser encontrada em todas as regiões do país, sendo comumente vendidas em feiras livres e de produtos naturais. Também é comercializada com as folhas secas em lojas de produtos fitoterápicos e chás.

Suas folhas, flores, bem como a raiz podem ser usadas para fins medicinais, como no alívio de dores de cabeça (cefaleias) e enxaquecas.

Leia também: Ipecacuanha (ipeca): Benefícios da planta medicinal

Benefícios da planta doril para a saúde

Protege a saúde do fígado e da bexiga

A princípio, a erva é usada como complementar no tratamento de problemas que impactam a saúde do fígado (problemas hepáticos), da bexiga e do sistema urinário como todo. Sua ação antioxidante pode também ajudar a prevenir essas doenças.

Leia mais: Alimentos bons para o fígado

Melhora a respiração

Ainda, na forma de chá (infusão), doril pode ajudar a aliviar sintomas de doenças respiratórias, como congestão nasal. Também trabalha para combater tosse e dor de garganta.

Regula o intestino

Não só, a erva analgésica também ajuda no controle do funcionamento do intestino. Ou seja, alivia diarreia e constipação (prisão de ventre).

Como utilizar a doril

  • Folhas – geralmente usadas para infusão, decoção ou na fabricação de tinturas, elas podem aliviar os sintomas da asma, de palpitações, ajudar no tratamento de problemas respiratórios e mais. Para preparar a infusão você precisa de 1 colher (de sopa) de folhas de doril e 1 litro de água.
  • Flores – alívio de dores de cabeça, resfriados e gripe. As flores são pouco usadas para fins medicinais, mas também possuem benefícios poderosos para o organismo. Para preparar a bebida é preciso 1 colher (de sopa) das flores de doril e 1 litro de água
  • Raízes – alivia diarreia, regula o intestino e controla demais problemas digestivos.

Por fim, a planta também vem sendo estudada e utilizada na indústria farmacêutica, na fabricação de pomadas e cremes.

Leia também: Chá de manjericão: Benefícios e como preparar a bebida

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo