Como diminuir o vício em celular com dicas simples

O vício em celular já atrapalhou a sua vida de alguma maneira? Atualmente, é quase impossível andar em qualquer lugar e não ver alguém mexendo no telefone. O medo de ficar sem o aparelho tem até um nome: nomofobia

A Pesquisa Global Mobile Consumer Survey, da consultoria Deloitte, mostra que o celular é o meio mais popular de acesso à internet (95%). Os telefones móveis se tornaram uma parte essencial na vida das pessoas. Eles não apenas servem como um meio de comunicação, mas também como ferramenta de trabalho e lazer. Porém, o uso excessivo do dispositivo pode ser uma forma de vício comportamental e afetar a qualidade de vida.

Dessa forma, para estabelecer um relacionamento mais saudável, veja algumas dicas simples de como diminuir o vício em celular.

comer bem e cuidar da mente

Não use o celular ao dirigir

Segundo a Administração Nacional de Segurança do Trânsito, 14% dos acidentes fatais com direção desviada em 2016 envolveram o uso de telefones celulares. 

Portanto, quando estiver ao volante, coloque seu dispositivo em algum lugar completamente inacessível, como no porta-luvas ou no porta-malas. Ou simplesmente desligue a internet.

Leia também: Dependência do celular pode causar depressão e solidão

Recompense-se

Por muitas vezes o que cérebro realmente quer é entretenimento, conexão ou pausa. Portanto, tente fazer isso de modo diferente, como por exemplo conversar com um colega de trabalho, passear ou brincar com um animal de estimação

Faça uma lista

Anote as atividades que você deseja realizar mais, mas não tem tempo. Talvez seja culinária, tricô ou meditação. Então, em vez de ficar nas redes sociais, gaste pelo menos 10 minutos por dia fazendo alguma dessas atividades.

Leia um livro

Ou até mesmo uma revista. Mantenha um na sua bolsa para viajar se você for andar de trem ou ônibus; esperar na fila ou em um compromisso, entre outros momentos de pausa.

Respire

Pratique respiração para diminuir o estresse e estimular o relaxamento. Inspire devagar e suavemente pelo nariz e logo após expire completamente. Repita 10 vezes e depois deixe a respiração voltar ao normal. 

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo