Nervosismo e ansiedade: Entenda a diferença entre os dois

Quem nunca passou por um momento de estresse e questionou se o sentimento era de nervosismo ou ansiedade? As duas sensações, apesar de difíceis de distinguir, têm suas diferenças.

A ansiedade é uma resposta natural do ser humano diante de situações que a mente encara como perigosas. Desse modo, pode ser um desafio no trabalho, uma decisão importante que precisa ser tomada, compromissos, contas a vencer, mudanças e até uma grande viagem. 

O Brasil é um dos países com mais pessoas ansiosas, segundo relatório recente da Organização Mundial da Saúde (OMS). Pouco mais de 9% da população é afetada pela ansiedade, o triplo da média mundial. Nessa estimativa, as mulheres são a maioria das vítimas do transtorno. 

Assim, nesses momentos de preocupação intensa entra em ação um mecanismo de defesa que prepara o corpo para fugir ou enfrentar a ameaça. 

Já o nervosismo é um sentimento comum em resposta ao estresse causado no seu corpo. Uma mistura de mãos suando, os batimentos cardíacos aumentados e sensação de borboletas no estômago. Muitas vezes, ele é provocado por alguma situação que cause medo ou apreensão, como um primeiro encontro ou uma entrevista de emprego.

Leia mais em: Como lidar com o estresse

Diferenças entre a ansiedade e o nervosismo

O nervosismo é temporário e se resolve assim que o estresse vai embora, podendo ser controlado.

Por outro lado, os transtornos de ansiedade são transtornos psiquiátricos que se desenvolvem a partir de sintomas complexos incluindo genética, química cerebral e eventos da vida. Quem apresenta esse quadro precisa de ajuda de um profissional que indicará qual é o melhor tratamento.

Leia também: Ansiedade: O que é, sintomas e como controlar

Portanto, pessoas com ansiedade geralmente experimentam sentimentos severos de nervosismo e preocupação. Esses sentimentos podem aparecer com frequência se não forem tratados da forma correta.

Sintomas do transtorno de ansiedade 

  • Dormência;
  • Dor de cabeça;
  • Insônia;
  • Dificuldade em se concentrar;
  • Batimentos cardíacos acelerados;
  • Fadiga;
  • Dor de estômago;
  • Aperto no peito;
  • Suor;
  • Tremor;
  • Sensações estranhas no corpo.

/lp-avaliacao-desafio-jejum-7-em-6-tecnonutri/

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo