Dieta à base de plantas promove envelhecimento saudável

Um estudo recentemente promovido por cientistas da Universidade George Washington, nos Estados Unidos, comprovou que seguir uma dieta à base de plantas promove o envelhecimento saudável.

Basicamente, uma dieta à base de plantas (também chamada de plant-based) é aquela que busca reduzir o consumo de produtos de origem animal e prioriza os alimentos que vêm da terra – sem necessariamente excluir a carne de vez.

Dieta à base de plantas x envelhecimento saudável

A princípio, foi descoberto durante o estudo que ao mesmo tempo que o envelhecimento aumenta o risco de doenças crônicas, a alimentação é eficaz para desacelerar esse processo e, por vezes, evitar certos diagnósticos.

Portanto, a pesquisa concluiu que a dieta à base de plantas ajuda a prevenir doenças graves que costumam desenvolver com o avanço da idade. Por exemplo, diabetes de tipo 2, o câncer, bem como doenças cardiovasculares. Ainda, estimaram que o risco de sofrer com alguma dessas condições cai pela metade.

Sendo assim, comer mais plantas só traz vantagens ao corpo e ao organismo. Em suma, isso deve-se ao menor potencial inflamatório da dieta. O processo inflamatório pelo qual o corpo passa é chamado de estresse oxidativo, o principal responsável pelo desenvolvimento de doenças como as mencionadas. Além disso, essa metodologia é uma alimentação natural, limpa e pura, que quando equilibrada e bem feita, proporciona energia, vitalidade e nutrição adequada.

Leia também: Dieta vegana não prejudica resistência física, diz estudo

Como aderir à dieta plant-based

  • Não deixe de consultar um médico especialista;
  • Comece aos poucos e faça substituições ;
  • Inclua gradualmente mais verduras e legumes na alimentação;
  • Diminua o consumo de carne ;
  • Em seguida, diminua o consumo de outros produtos de origem animal, como o leite e seus derivados;
  • Caso haja necessidade de suplementação, fale com seu nutricionista.

Para iniciar uma dieta plant-based é fundamental que a ingestão seja variada incluindo, cereais, raízes, grãos, oleaginosas, frutas, verduras e legumes, pensando sempre que quanto mais cores diferentes, mais nutrientes distintos serão consumidos.

Os tubérculos também são relevantes nesse regime, como a batata-doce, o inhame, o cará e a mandioquinha, já que são carboidratos fundamentais para proporcionar energia. 

Leia mais: Ingredientes essenciais para uma dieta vegana

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo