Crioterapia: Conheça o tratamento com gelo que reduz as dores

A recuperação muscular é um fator essencial para obter completamente os benefícios dos exercícios físicos. Dessa maneira, há diversos métodos para isso, entre eles existe a crioterapia. A técnica utiliza temperaturas frias para tratar processos inflamatórios, aliviando a dor muscular. 

Geralmente, na crioterapia, a pessoa mergulha a parte do corpo que esteja dolorida em uma banheira ou tanque com gelo. Outra maneira de realizar a técnica é por meio de bolsas e compressas de gelo.

Assim, a aplicação de gelo pode ser muito benéfica pois o frio contrai os vasos sanguíneos, causando a diminuição do inchaço da região lesionada e dos impulsos nervosos que conduzem a sensação de dor ao cérebro.

Contudo, a sessão da crioterapia deve ser feita com cuidado. A duração recomendada é de 20 a 30 minutos. Se o tempo limite for excedido, pode provocar a hipóxia – déficit de oxigênio em algumas partes do corpo – e em casos mais graves, levar à necrose.

Leia também: Como acelerar a recuperação muscular depois de treinar

Dito isso, a sensibilidade ao gelo varia de cada um, por isso, é importante testar à qual forma de aplicação você se adapta melhor. 

Leia também: Como amenizar a dor muscular pós-treino

Crioterapia como tratamento estético

Além dos benefícios para reduzir as dores musculares,  o método também é feito como tratamento estético e terapêutico. Para isso, podem ser usados jatos em spray ou com sondas previamente resfriadas na pele. Desse modo, a crioterapia pode ser usada para:

  • Reduzir gordura localizada e celulite.
  • Tratar acne inflamatória e manchas na pele.
  • Tratar doenças como câncer de pele, granuloma anular, tumores benignos, entre outras.

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo