fbpx

O que acontece com o corpo quando você exagera na ceia de Natal

A ceia de Natal é uma delícia. Uma noite regada a gostosuras, doces típicos e bebidas. Porém, nesse período, é fácil cometer deslizes, exagerar e acordar no dia seguinte com aquela sensação de que comeu demais. 

Além da famosa “culpa”, é normal também sentir sintomas físicos do excesso de comilança.  Então, o que é exatamente o que acontece com seu corpo no dia seguinte à ceia de Natal?

Listamos as principais razões pelas quais você não se sente muito bem no dia seguinte ao banquete natalino, bem como explicações sobre o motivo de se sentir assim.

Muita sede

Você já acordou no meio da noite depois de um dia comendo muitos pratos cheios de sódio? O mesmo pode acontecer na noite seguinte a uma avantajada ceia de Natal. Consumir muitos alimentos salgados, como purê de batatas, peru e molho, pode fazer com que você se sinta não apenas inchado, mas também com muita sede.

Assim, a solução é hidratar-se continuamente durante todo o dia para não interromper o sono, além de beber bastante água no dia seguinte.

Leia também: Água: Você sabe quanto deve tomar todos os dias?

Azia ou refluxo

Quando comemos, nosso estômago produz ácido clorídrico para ajudar na digestão. No entanto, ingerir grandes quantidades de comida faz com que o ácido seja produzido em excesso, o que pode acabar chegando ao esôfago, causando azia.

A gordura é mais difícil para o organismo quebrar a digestão e, como resultado, as alimentos gordurosos têm maior probabilidade de causar tais transtornos. 

Então, monitore a quantidade de gordura consumida, o que pode incentivá-lo a pular o pedaço extra de torta.

Preguiça

Embora o aminoácido no peru chamado triptofano seja frequentemente responsável pela fadiga pós-refeição, na verdade pode não ser o único motivo para você se sentir pronto para tirar uma soneca após um grande jantar de Natal.

Comer demais, especialmente refeições cheias de carboidratos, requer muita energia para o organismo processar. O sangue é redirecionado de outras áreas do corpo para o sistema digestivo para trabalhar na quebra da comida, o que pode levar à fadiga.

Sem mencionar, carboidratos simples, como alimentos açucarados, torta de nozes e panetone, pode fazer com que o açúcar no sangue aumente, o que obviamente fará com que você se sinta pronto para tirar uma soneca.

Ansiedade e irritabilidade

Carboidratos refinados incluem alimentos feitos de farinha branca e açúcar. Altamente processados, eles ​​causam um aumento no açúcar no sangue, seguido de uma queda drástica.

Dessa forma, é esse rápido aumento e queda de açúcar que ocorre na ceia de Natal que, durante a noite enquanto dorme, desencadeia a liberação de epinefrina, um hormônio que pode causar batimentos cardíacos acelerados, sudorese e tremores. Como resultado, o sono é interrompido e você pode se sentir tenso e cheio de ansiedade no dia seguinte.

Pensando nisso, procure se alimentar no dia seguinte com muitos legumes frescos, proteínas magras e gorduras saudáveis​, e pule as sobras de pão e doces.

Dor de cabeça

Excesso de sódio, pouca água e tomar bebidas alcoólicas podem desencadear dor de cabeça, mesmo sem a ressaca. Altas quantidades de sal em um curto período de tempo contribuem para aumentar a pressão sanguínea, e o álcool também é um diurético. A combinação de ambos são os responsáveis pela dor. 

Então, beba bastante água durante todo o dia, inclusive depois do jantar. Em vez de tomar um copo extra de vinho tinto após a refeição, opte por um copo de água gelada.

Inchaço

O consumo excessivo de sódio, associado a bebidas alcoólicas, é uma receita infalível para a desidratação e retenção de água. Também, carboidratos simples como massas, farinha branca e pães brancos podem causar o desconforto do inchaço, principalmente se você possui alguma intolerância ou sensibilidade ao glúten. 

Um truque para evitar isso? Beba muita água e bebidas com efeito diurético, como chá verde, de boldo  e hibisco

Leia também: Por que temos retenção de líquidos e como evitá-la?

Desafio 7kgs em 6 semanas!

Elimine até 7kgs em apenas 6 semanas!

 
 

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.