Como praticar a empatia durante a pandemia do Coronavírus

A pandemia do novo coronavírus (COVID-19) levou a grandes mudanças em quase todos os aspectos da vida diária e está afetando a vida da população mundial. Assim, as pessoas estão ficando cada vez mais ansiosas. Contudo, é importante praticar a empatia durante esse período, não apenas para os outros, mas para você também.

Existem diversos benefícios em praticar a empatia. Ser empático é ter a sensibilidade de ouvir alguém na essência e entender os seus desconfortos e suas alegrias. E, com isso, poder ajudá-lo a se sentir menos solitário e mais conectado.

Além de aumentar a conexão social e os comportamentos de ajuda, a empatia também melhora a capacidade de regular as emoções durante períodos de estresse. Portanto, sentir empatia permite que você gerencie melhor a ansiedade.

Permaneça conectado

Em tempos de isolamento social e quarentena, as pessoas tendem a se concentrar apenas nelas mesmas ou em suas unidades familiares. No entanto, pesquisas sugerem que cuidar dos outros é uma das melhores maneiras de combater sentimentos de isolamento.

Leia mais em: Coronavírus: O que você precisa saber para se cuidar

Mostrar empatia e participar de ações úteis, seja doando para uma instituição de caridade ou escrevendo uma nota de apoio a um amigo, pode aumentar seus sentimentos de conexão social.

Estar ciente

Considere algumas das maneiras pelas quais a pandemia afetou sua vida. Você está trabalhando em casa ou licença remunerada? Seus filhos estão em casa devido ao fechamento da escola? Você tem comida sobrando?

Agora, pense em como os outros podem responder essas mesmas perguntas, dependendo da situação e das circunstâncias. Além disso, algumas estão preocupadas em encontrar uma solução para pagar suas necessidades básicas. É importante enxergar as diversas realidades.

Seja gentil

Tudo bem não conseguir fazer tudo o que planeja, mas é importante se acalmar em primeiro lugar. Todos lidam com o estresse, medo e ansiedade de maneiras diferentes. Pratique a autocompaixão.

Aqueles que trabalham em saúde e finanças estão mais ocupados do que nunca. Isso porque eles não apenas estão lidando com o estresse de estar na linha de frente de uma crise de saúde pública, mas também podem estar lutando para ter alguém cuidando de seus filhos. Não devemos perder nossa bondade nem diante de uma crise.

Ajude os outros

Muitas pessoas pensam em como ajudar o próximo em meio a essa situação. Veja algumas maneiras pelas quais você pode praticar empatia:

  • Se você estiver em uma posição financeira em que possa ficar em casa, procure maneiras de apoiar outras pessoas que estejam com dificuldades.
  • Ofereça ajuda para os vizinhos que talvez não possam sair de casa . Comprar mantimentos e utensílios domésticos ou solicitar itens extras de entrega online ou serviços de coleta são bons exemplos de maneiras de oferecer assistência.
  • Doe bens não perecíveis a quem necessita.
  • Reúna itens de assistência médica para profissionais de saúde, vizinhos idosos ou aqueles cujos empregos foram afetados.

Leia também: Como evitar o ressentimento em tempos de isolamento

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo