Como lidar com o estresse

Pouca gente sabe, mas o estresse em si não é algo ruim. Na verdade ele é uma importante resposta do organismo para a manutenção da vida. Ele é uma reação do nosso organismo frente a um perigo, que prepara o corpo para fugir ou lutar. 

Hoje não precisamos nos defender de predadores. Mas, há muitas outras coisas que disparam o gatilho do estresse como: dor, frio ou calor excessivo, más condições de trabalho, problemas de relacionamentos, insegurança, entre outros. 

O estresse pode ser positivo quando nos ajuda a atingir um alto nível de eficiência. Muitas pessoas realizam melhor o seu trabalho quando se encontram sob pressão. 

Porém o estresse negativo é o estresse em excesso. Ocorre quando a pessoa ultrapassa os limites e esgota sua capacidade de adaptação. O organismo fica destituído de nutrientes e energia mental fica reduzida. Assim, a produtividade e a capacidade de trabalho ficam muito prejudicadas. A qualidade de vida sofre danos, podendo a pessoa vir adoecer.

Lembre-se

Cada um de nós reage de maneira diferente quando o assunto é lidar com o estresse. Por isso, o que pode ser extremamente estressante para determinada pessoa, pode não significar o mesmo para o outro. Portanto, cada um administra de modo diferente as reações físicas e emocionais. Logo, pode apresentar diferentes níveis de estresse.

Leia também: Como vencer a sua batalha emocional

Um profissional da área da saúde deve ser procurado quando forem identificadas condições físicas e psicológicas associadas ao estresse, como sintomas cardíacos, dor significativa, ansiedade, ou depressão.

Alguns sintomas podem ajudar a identificar o estresse:

  • Alteração de humor;
  • Hábitos de nervosismo como roer as unhas;
  • Mudanças no sono, pouco ou muito;
  • Alterações no apetite
  • Dificuldade de concentração
  • Preocupação excessiva e de maneira constante
  • Procrastinação;
  • Perda da libido;
  • Dores no corpo, queda de cabelo, entre outros.

Dicas de como lidar com o estresse

Esteja certo que seus valores estão em sintonia com seu estilo de vida

Uma verdadeira compreensão de seus próprios valores permitirá que você defina prioridades e gerencie o seu tempo e sua energia efetivamente.

Reconheça o que aborrece e busque alternativas

Para lidar com o estresse é importante monitorar o estado de humor ao longo do dia. Assim, se você se sentir cansado ou irritado, tome nota das causas, dos seus pensamentos e humor. 

Uma vez que você sabe o que incomoda, pode elaborar um plano de ação para tratar. Isso pode significar estabelecer expectativas mais razoáveis para você e para os outros.

Afaste-se quando estiver com raiva

Agir por impulso e na raiva só vai aumentar a fonte de estresse e ainda pode trazer sérias consequências para você e para o outro. Portanto, antes de reagir, respire, reflita, e reconsidere suas ações. 

Fique atento à importância que atribui aos outros

A insegurança pode colaborar na piora da situação, pois leva a pessoa a se esforçar constantemente em busca da satisfação do outro. É importante pensar e considerar qual a relevância da aprovação externa em sua vida, para que o desgaste seja diminuído. Pense qual o tamanho da importância que essa pessoa tem na sua vida e se vale a pena gastar o seu tempo com o que foi dito. 

Leia também: Como equilibrar as nossas necessidades

Excesso de cobrança

Fique atento para não se cobrar excessivamente por algo que já está sendo cobrado por terceiros. Diante de muita cobrança fica mais difícil lidar com o estresse. Você poderá sentir desânimo, falta de força e de estímulo para cumprir o que foi delegado. Imagine se essa cobrança for reforçada ainda mais por você?

Cuide de sua saúde e melhore sua qualidade de vida

Dieta saudável

Uma dieta saudável é essencial para qualquer programa de redução do estresse. A saúde em geral e a resistência ao estresse podem melhorar com uma dieta equilibrada, vegetais e frutas, de preferência na sua raiz original. Evitar o abuso álcool, cafeína e cigarro.

O exercício físico

É uma ótima maneira de se distrair dos eventos estressantes. O estresse compromete menor grau a saúde geral em pessoas fisicamente ativas. 

Portanto, procure uma atividade que proporcione prazer, algumas sugestões são: ginásticas aeróbicas, caminhadas, natação, ioga e tai chi. Mas, comece devagar e vá aumentado a intensidade e a frequência gradualmente.

Técnicas de relaxamento

Relaxe por meio de técnicas específicas, como exercícios de respiração profunda, prestando atenção na respiração e respirando profunda e lentamente, relaxamento muscular, em uma posição confortável concentre-se em cada parte do corpo e sinta os músculos se relaxando totalmente, meditação e massagem.

Mente sã contribui para um corpo são

Algumas vezes seu estilo de vida contribui para o estresse como: comer em excesso, ser sedentário, exagerar no consumo de álcool, e na cafeína ou pular refeições, dormir pouco e não se permitir momentos de descanso. Contudo, quando todos esses comportamentos fogem do controle ou não são identificados por nós, desencadeamos sentimentos muito variados, indo às sensações de tristeza e frustrações, passando pelos pensamentos negativos até as alterações da sensação corporal como dores.

Para finalizar e refletir

Diante de tantas possibilidades, cabe a nós escolhermos e tentar simplificar o máximo que pudermos. As ofertas de tarefas e obrigações são inúmeras devemos priorizar, organizar nossa rotina e procurar fazer uma coisa de cada vez. Do contrário, a vida ficará estagnada em uma lista de deveres sem fim, sem sentido e sem nenhum prazer.

O estresse é um sintoma e, como todo sintoma emocional, é um alerta de que algo não vai bem em relação as nossas escolhas e ao impacto que elas causam em nossas vidas. 

Uma maneira de evitar muitas doenças é cuidar de todos os aspectos do organismo. Olhar para si mesmo, ouvir os próprios sentimentos e pensamentos são alternativas eficientes de conquistar o equilíbrio entre o corpo, mente e alma.  

Faça sua avaliação de peso, descubra seu peso ideal e aprenda a emagrecer (emagreça com o Tecnonutri) com a Low Carb. Clique para saber maisChá

Trabalhe em si mesmo a autoaceitação, não somos infalíveis nem onipotentes, não temos e não teremos respostas para tudo. Podemos elaborar, ressignificar o que for possível, mas é fundamental aceitar o que não pode ser mudado. 

Nem sempre é possível modificarmos a realidade, mas sempre há espaço para modificarmos a maneira como lidamos com ela. Suavize sua maneira de julgar a vida e principalmente a si mesmo.

Linda Vieira – Psicóloga Clínica com com abordagem Fenomenológico-Existencial. Experiência em: depressão, fobias, estresse, ansiedade, sexualidade, relacionamentos e medos. Parceira no Programa de Emagrecimento Tecnonutri.