Cominho: Conheça os benefícios do tempero

O cominho é uma especiaria de sabor terroso e picante que está presente em muitos pratos, especialmente alimentos de suas regiões nativas do Mediterrâneo e sudoeste da Ásia. Além disso, tem sido usado na medicina tradicional.

Estudos modernos confirmaram que alguns dos benefícios à saúde do cominho são tradicionalmente conhecidos, incluindo a promoção da digestão e a redução de infecções transmitidas por alimentos (infecção alimentar). Pesquisas também revelaram alguns novos benefícios do ingrediente, como promover a perda de peso, melhorar o controle de açúcar no sangue e o colesterol. 

Assim, é possível colher benefícios do cominho usando pequenas quantidades para temperar os alimentos. Conheça mais vantagens de seu consumo. 

Facilita a digestão

O uso tradicional mais comum de cominho é para indigestão. De fato, pesquisas modernas confirmaram que o tempero pode ajudar a acelerar o processo digestivo. Pois, pode aumentar a atividade de enzimas digestivas. Da mesma maneira, aumenta a liberação de bile no fígado. A bile ajuda a digerir gorduras e certos nutrientes no intestino.

Leia também: Orégano: Conheça os benefícios da especiaria

Fonte de ferro

Apesar de usado em pouca quantidade, o cominho é naturalmente rico em ferro. Uma colher de chá do condimento em pó contém 1,4 mg do nutriente, ou 17,5% da ingestão diária recomendada para adultos. A falta de ferro é uma das deficiências nutricionais mais comuns, afetando até 20% da população mundial e até 10 em 1.000 pessoas nos países mais ricos.

Em particular, as crianças precisam do mineral para apoiar o crescimento, Já as mulheres jovens necessitam dele para substituir o sangue perdido durante a menstruação.

Contém compostos vegetais benéficos

O cominho contém muitos compostos vegetais que estão associados a potenciais benefícios à saúde, incluindo terpenos, fenóis, flavonoides e alcaloides. Portanto, vários deles funcionam como antioxidantes, que são substâncias químicas que reduzem os danos ao organismo por radicais livres. Assim, os antioxidantes do ingrediente provavelmente explicam alguns de seus benefícios para a saúde.

Combate diabetes

Alguns dos componentes do cominho mostraram-se promissores no tratamento de diabetes. Um estudo clínico iraniano constatou que um suplemento concentrado de cominho melhorou os indicadores precoces de diabetes em indivíduos com sobrepeso, em comparação com um placebo. O cominho também contém componentes que combatem alguns dos efeitos a longo prazo de diabetes.

Pode melhorar o colesterol no sangue

A especiaria também melhorou o colesterol no sangue em estudos clínicos. Em um estudo, 75 mg do tempero ingeridos duas vezes ao dia por oito semanas diminuíram os triglicerídeos sanguíneos prejudiciais. Em outro estudo, os níveis de colesterol LDL “ruim” oxidado foram reduzidos em quase 10% nos pacientes que tomaram extrato de cominho por um mês e meio.

Promove o emagrecimento

Suplementos concentrados de cominho ajudaram a promover a perda de peso em alguns estudos clínicos. Um estudo de 88 mulheres com sobrepeso descobriu que o iogurte contendo 3 gramas da especiaria promoveu a perda de peso, em comparação com o iogurte sem ele. Outro estudo mostrou que os participantes que tomaram 75 mg de suplementos de cominho todos os dias perderam 1,4 kg a mais do que aqueles que tomaram um placebo.

Leia também: Melhores ervas para quem quer emagrecer

Pode prevenir doenças de origem alimentar

Um dos papéis tradicionais do condimento pode ter sido a segurança alimentar. Muitos temperos, incluindo o cominho, parecem ter propriedades antimicrobianas que podem reduzir o risco de infecções de origem alimentar. Quando digerido, ele libera um componente chamado megalomicina, que possui propriedades antibióticas. Além disso, um estudo em tubo de ensaio mostrou que ele reduz a resistência aos medicamentos de certas bactérias.

Combate inflamação

Existem vários componentes do cominho que podem ter efeitos anti-inflamatórios. Mas, os pesquisadores ainda não sabem quais são os mais importantes.

Leia também: Melhores ervas para chá que você pode plantar em casa

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.