Como evitar comer demais quando se está trabalhando em casa

Trabalhar em casa tem suas vantagens, mas o ganho de peso não é uma delas. Porém, à medida que mais empresas permitem que os funcionários trabalhem remotamente com o novo surto de coronavírus em andamento, uma combinação de estresse no trabalho, a incerteza em torno da saúde pública e o fácil acesso à geladeira podem levar alguns a comer demais

Comer o tempo todo pode ser um ato automático provocado pela falta de organização, tédio, ansiedade, compulsão e até o chamado “estresse alimentar”. Estudos mostram que o sofrimento emocional ou físico aumenta a quantidade de alimentos que ingerimos, principalmente as refeições com mais gordura, açúcar ou ambos.

Além disso, dependendo do tamanho da casa, a configuração de trabalho pode direcioná-lo diretamente para a geladeira – ou pior, seu escritório fica na cozinha, com comida a poucos metros de distância.

Mas, não faça do home office uma desculpa para maus hábitos alimentares. Em vez disso, aproveite a oportunidade para cuidar bem de si mesmo. O primeiro passo é se certificar que a casa esteja configurada para que você tenha comida rica em nutrientes para que, quando for almoçar ou lanchar, tenha automaticamente à disposição coisas opções saudáveis.

Aqui estão algumas maneiras fáceis de evitar comer demais quando se está trabalhando em casa:

Crie uma programação de refeições

É importante ter horários definidos para as refeições, como faria normalmente em um escritório. Além disso, ajudará você a ter atenção se está comendo porque está realmente com fome ou porque está entediado. Portanto, comece o seu dia com um café da manhã cheio de proteínas e fibras – pense: em ovos mexidos com iogurte e frutas, por exemplo. Então, comprometa-se a não comer nada até almoçar. O almoço pode ser seguido de um lanche mais três horas depois e o jantar três horas depois.

Leia também: Home office: Como se manter produtivo trabalhando em casa

Esteja preparado

Uma coisa é saber quando comer e outra é ter os melhores alimentos para escolher. Você deve adquirir o hábito de fazer compras de alimentos no domingo e carregar o armário itens de café da manhã, almoço e lanche fáceis de preparar.

Mantenha-se hidratado

Às vezes, a fome é confundida com sede. Assim, coloque um lembrete no computador para não esquecer de beber água. Torne a água mais atraente adicionando uma fatia de limão e folhas de hortelã. Chá ou café sem adoçar também podem contar para a ingestão de líquidos.

Leia também: Como montar um home office calmo e relaxante

Seja honesto

Se você não armazena itens saudáveis, não tem mais ninguém para culpar. Em outras palavras: se não conseguir parar de comer bolachas, não compre.

Levante-se e mova-se

Trabalhar em casa não significa que você é um prisioneiro sedentário. Faça uma sessão de alongamento ou aula de ioga no meio da sala ou algo que possa limpar sua cabeça e afastá-lo da cozinha.

Leia também: Como trabalhar o dia inteiro sentado prejudica o corpo

Lanchinhos saudáveis ​​que não comprometem a dieta

Pistache

Ele é rico em proteínas, minerais e, por ser fonte de fibras, auxilia na redução do colesterol ruim. Graças ao magnésio, ferro e potássio, o pistache diminui o ritmo cardíaco, a pressão arterial e os picos de glicose. O resultado? Um controle em períodos de estresse agudo, ansiedade e até na compulsão alimentar. 

Blueberry (mirtilo)

Abundante em vitamina C (eficaz contra o envelhecimento precoce) e flavonoides, pode evitar a obesidade, doenças cardiovasculares e controlar diabetes. Ainda participa da saúde dos ossos, previne câncer e estimula o funcionamento do sistema gastrointestinal, além de promover saciedade. 

Edamame

O edamame, uma soja imatura colhida ainda verde e servida dentro de suas vagens, é uma excelente fonte de muitos nutrientes e antioxidantes, além de um ótimo alimento para incluir na dieta.

Conhecido também como soja verde, ele é rico em proteína e perfeito para ser consumido como aperitivos, sopas, saladas, patês e outras receitas saudaveis e saborosas. Seu preparo não tem segredo: é só cozinhá-lo em água fervente com uma pitada de sal. Lembre-se de tirar a casca antes de comer. 

Tiras de cenoura e pepino

Não tem muito tempo para preparar um lanche que faça você se sentir satisfeito? Cenouras e pepinos cortados em tiras são uma excelente opção. Primeiro, porque eles combatem a constipação e a retenção de líquidos causada pelo estresse, além de revigorar a mente, graças aos minerais que contêm.

Maçã

Quando se trata de ranking lanchinhos saudáveis, a maçã está bem posicionada. Ela é abundante em vitaminas, tem uma vida útil muito longa em comparação com outras frutas, é fácil de carregar e, principalmente, deliciosa. 

Comer apenas uma maçã lhe dará 14% de seu valor diário de vitamina A e 11% de seu valor diário de vitamina C. Antioxidantes presentes no alimento ajudam a prevenir danos excessivos dos radicais livres, e evitar esses radicais pode reduzir o envelhecimento e o risco de doenças. 

Pêssego

Fonte importante de antioxidantes e fibras, a fruta atua como anti-inflamatória e colabora com o sistema digestivo. Além disso, o pêssego controla o diabetes e a obesidade. 

Semente de abóbora

É rica em fibras, proteína e gordura – insaturada, na maior parte. Essa semente também concentra vitaminas (ácido fólico e niacina) e minerais (selênio, magnésio, potássio e, principalmente, zinco). A semente de abóbora também é fonte de vitamina E, um potente antioxidante que tem efeito antienvelhecimento e protege a pele e os cabelos.

Homus com vegetais crus

O combo grão (como é o caso do homus preparado com grão-de-bico) mais vegetais crus –  como pepino, tomate ou cenoura – se encaixa perfeitamente na conta de lanchinhos saudáveis. O consumo da dupla garante uma maior ingestão de fibras e menor consumo de açúcar e gordura saturada. 

Leia também: Como cuidar da saúde mental enquanto trabalha em casa

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.