Tomar chá no jejum intermitente. Pode?

Um dos métodos aliados do emagrecimento mais comentados dos últimos tempos, o jejum intermitente (comece seu Jejum Intermitente com o Tecnonutri) vem ganhando cada vez mais seguidores. Muitas vezes chamado de dieta, esse estilo de jejuar é, na verdade, uma estratégia nutricional caracterizada por períodos alternados de jejum e alimentação regular, a fim de melhorar a composição corporal e a saúde geral.

Emagrecer tomando chá

Leia também: Jejum Intermitente: O que é, como fazer e quais os benefícios

Aliás, o programa funciona porque carboidratos, particularmente açúcares e grãos refinados, são rapidamente transformados em açúcar, que usamos para ter energia. Se não utilizamos todo o estoque, armazenamos esse açúcar em nossas células adiposas como gordura.

Normalmente são indicadas entre 10 a 24 horas de jejum, que pode ser feito diariamente ou somente em alguns dias da semana. Os períodos em que a alimentação é permitida são chamados de janelas de alimentação. 

Chá no jejum intermitente? Pode?

Durante o jejum pode chá sem açúcar ou adoçante, assim como água e café (também sem ser adoçado). Na verdade, a bebida é uma aliada da prática. Algumas pessoas, inclusive, afirmam que o café suprime o apetite, facilitando a permanência no jejum a longo prazo.

Por exemplo, uma xícara de chá de camomila contém cerca de duas calorias e quantidades muito pequenas de proteínas, gorduras e minerais. Portanto, os nutrientes presentes em uma ou duas xícaras da bebida não são suficientes para iniciar uma mudança metabólica significativa que interromperia o estado de jejum. 

Jejum intermitente emagrece?

Todas as dietas de controle de calorias têm um impacto similar na perda de peso, mas para que sejam realmente bem sucedidas, a pessoa deve ser capaz de mantê-la no longo prazo.

Um estudo gigante publicado em 2017 no periódico Journal of the International Society of Sports Nutrition sugere que o jejum intermitente é igualmente eficaz para a perda de peso como a restrição diária de calorias (a tradicional dieta), principalmente entre aqueles com excesso de peso e obesidade.

Os resultados variam, no entanto, dependendo das circunstâncias individuais e da quantidade de peso que o indivíduo deseja ou precisa perder. 

Portanto, a eficácia desse programa alimentar, a longo prazo, depende da capacidade da pessoa em manter esse estilo saudável e de baixas calorias no futuro.

O tempo para se habituar totalmente à dieta é variável, que pode ser rapidamente aceita pelo organismo ou, inclusive, não ser bem tolerada. Nesse caso, é preciso reformular as práticas alimentares com a ajuda de um médico ou nutricionista.

Leia também: Chás: Conheça diferentes tipos e benefícios dessas bebidas

Revisado por

Nutricionista Vanessa Losano
Vanessa Losano
Nutricionista e coach de emagrecimento
CRN3 34283

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.