Catabolismo muscular: O que é, seus malefícios e como evitar

Você sabe do que se trata o catabolismo muscular? Basicamente, ele é uma fase do metabolismo que pode prejudicar, em especial, quem deseja ganhar massa magra, pois ele causa a degradação dos músculos. Como assim? Em resumo, o catabolismo “destrói” a massa muscular como forma de obter energia. Ou seja, ao passar muito tempo em jejum, por exemplo, o corpo carece de fontes de energia e, dessa forma, recorre à massa muscular para isso.

Por que o catabolismo acontece?

O catabolismo é um processo natural do metabolismo e sua ocorrência é normal. Sendo assim, acontece durante a digestão, fazendo com que moléculas maiores se quebrem e diminuam de tamanho. Dessa forma, ele rende energia ao corpo. Ainda, faz com que seja possível armazenar, absorver ou transformar esses compostos mais simples, como faz ao transformar as proteínas em aminoácidos.

Sendo assim, o catabolismo é um processo normal do corpo, porém, ele pode ser prejudicial quando acontece com maior frequência que o anabolismo (fase construtiva do metabolismo). É sob esse contexto que ele pode causar a perda de massa muscular.

Por isso, quem tem a hipertrofia como objetivo, deve evitar que a fase destrutiva do metabolismo seja mais frequente que o anabolismo, a fase que ajuda nos ganhos. Isso é possível ao não passar muito tempo em jejum, por exemplo.

Ainda, outras situações que podem induzir a ocorrência do processo catabólico são:

  • Muito treino (overtraining) e pouco descanso
  • Alimentação pobre em nutrientes, em especial as proteínas, essenciais para o ganho de massa
  • Sono sem qualidade (para quem deseja ganhar massa, é recomendável dormir pelo menos 8 horas por noite)
  • Estresse (alto nível de cortisol)

Leia mais: Ficar sem jantar emagrece: Mito ou verdade?

Como o catabolismo muscular pode prejudicar a saúde

Ao contrário do que que muitos pensam, apesar de ser um processo natural, o catabolismo pode prejudicar a saúde, sim. Mais do que isso, seus prejuízos vão além da perda de massa muscular por si só, uma vez que ele também impacta a imunidade e a regulação hormonal, por exemplo. Além disso, ele pode ser um indício, ou seja, um efeito colateral, de doenças graves.

Ainda, é o catabolismo dos músculos que causa a sarcopenia – a perda de massa muscular em razão do avanço da idade. Resumidamente, a sarcopenia é natural, ou seja, o enfraquecimento dos músculos na população idosa é norma. Porém, desacelerar esse processo é importante, pois a redução da força da musculatura pode prejudicar a mobilidade do idoso, por exemplo.

Leia mais: Sarcopenia: O que é, sintomas e como evitar

Formas de evitar o catabolismo muscular

Evite consumir bebidas alcoólicas

O consumo de álcool pode causar o catabolismo muscular, pois ele aumenta a retenção de líquido e prejudica a absorção de nutrientes no mesmo. Sendo assim, ingerir bebidas alcoólicas pode prejudicar quem deseja a hipertrofia.

Não passe muito tempo sem comer

A prática do jejum não é de todo algo ruim, porém, se o tempo sem comer se prolongar demais, pode levar à perda de massa muscular, ou seja, pode induzir o catabolismo muscular. Dessa maneira, é importante evitar passar muito tempo sem comer.

Não treine todos os dias da semana

Não deixe que o objetivo da hipertrofia te tire os dias de descanso. Na verdade, eles são mais que essenciais. Portanto, não treine todos os dias e dê uma folga para os músculos. Pois, isso vai ajudar no ganho de massa magra, uma vez que evitará a exaustão física e o catabolismo.

Leia também: Existe problema em fazer o mesmo treino todos os dias?

Priorize seu sono

Por fim, mesmo em meio à correria da rotina, é importante priorizar as horas de sono, pois elas são essenciais para evitar a degradação dos músculos. Além disso, dormir bem ajuda a manter o cortisol (hormônio do estresse) sob controle. Isso é benéfico pois a alta desse hormônio também prejudica o ganho de massa.

Refeição da Dieta Paleo

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo