Caqui: Conheça os poderes nutricionais dessa fruta

O caqui é uma das principais frutas da temporada, e sua melhor safra é a do mês de março. De origem chinesa, possui diversas variedades, sendo algumas delas muito consumidas no Brasil. No país, a maior parte da produção se dá na região Sul, onde o clima é mais propício para seu cultivo.

A fruta de cor alaranjada e polpa suculenta e doce é especialmente rica em vitamina A e vitamina C, dentre outras. Ainda, é uma excelente fonte de minerais essenciais, antioxidantes e, principalmente, fibras, o que a torna uma grande aliada da dieta (emagreça com o Tecnonutri) e do funcionamento intestinal. Entretanto, é preciso atentar-se para sua quantidade de carboidratos, visto que esse é uma fruta rica em frutose (açúcar natural). 

Caqui: Benefícios da fruta

Evita a constipação

Além de ser abundante em vitaminas, o caqui também não deixa a desejar no quesito fibras. Sendo assim, ajuda a evitar a constipação e a regular o funcionamento intestinal. Portanto, previne a sensação incômoda de inchaço e facilita a perda de peso.

Leia mais: Quer emagrecer? Cuide do seu intestino

Fortalece a imunidade

Nem só de fibras e vitaminas compõe-se um caqui: a fruta também é rica em antioxidantes. Essencialmente, seus antioxidantes naturais combatem a atuação de radicais livres no corpo, o que previne que doenças prejudiquem a saúde do organismo. Além disso, ajuda a evitar o estresse oxidativo, que pode provocar o envelhecimento precoce da pele e doenças graves, como o câncer.

Melhora a visão

Não só, sua abundância em vitamina A também beneficia a saúde dos olhos. Dessa forma, suas propriedades protegem o globo ocular de, por exemplo, danos na retina. Além disso, a vitamina em questão também beneficia a saúde da pele e do coração.

Leia também: Vitamina A ajuda a combater câncer de pele

Tipos mais comuns de caqui

  • Fuyu 
  • Rama Forte
  • Taubaté
  • Glombo

Como consumir o caqui 

Em princípio, a fruta é mais consumida in natura. Afinal, sua polpa adocicada pode facilmente ser retirada da casca. Mas, para aproveitar a fruta ao máximo, opte por consumi-la quando a casca estiver não muito mole, mas também não muito firme, e sua coloração estiver laranja ou avermelhada. 

Entretanto, há receitas que incluem a saborosa fruta, como:

  • Geleias
  • Compotas
  • Pudim

Leia também: Alimentos com calorias negativas: Verdade ou mito?

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo