Camellia Sinensis: A verdadeira origem do chá

Camellia sinensis, também chamada de chá-da-índia, é a planta que verdadeiramente deu origem a bebida que hoje popularmente chamamos de chá. É uma planta de origem asiática, continente em que é utilizada há séculos.

Erroneamente, quase tudo que chamamos de chá é, na verdade, uma infusão, pois chás são apenas as bebidas derivadas de camellia sinensis. Por exemplo, o chá de camomila, na verdade, deveria ser chamado de infusão de camomila.

Leia mais: Qual é a diferença entre chá e infusão? Entenda

Chás derivados da camellia sinensis

Os únicos chás que são derivados da cammelia sinensis e, portanto, podem ser chamados dessa maneira, são:

Todos derivados da planta contêm cafeína em sua composição e são antioxidantes. Entre eles, o chá branco é que possui menor quantidade de cafeína, uma substância altamente estimulante e energizante.

Leia mais: Chá verde ou chá preto: Qual é mais saudável?

Propriedades e benefícios da planta

As folhas são ricas em antioxidantes, por isso, as bebidas derivadas delas podem fortalecer a imunidade, prevenir o envelhecimento precoce (combatem a ação dos radicais livres) e mais.

Ainda, segundo um estudo realizado pela Universidade da Flórida e demais universidades dos Estados Unidos, o chá-da-índia também reduz o risco de doenças cardiovasculares – justamente devido ao seu poder antioxidante. Não só, a camellia sinensis é considerada uma planta naturalmente antibacteriana, portanto, atua na prevenção de doenças causadas por bactérias.

A planta contém fitonutrientes como a catequina, que é especialmente abundante no chá verde. A catequina é, em suma, um polifenol de forte ação antioxidante. É uma excelente combatente dos radicais livres, causadores do estresse oxidativo pelo corpo.

A presença de outra substância, chamada de teanina ou L-teanina, também dá à planta efeito relaxante.

Leia também: Bactérias intestinais podem estar relacionadas ao Alzheimer

Sobre o autor

Nathália Lopes
Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo