Bloqueio criativo: Saiba o que é e como revertê-lo

Você já se sentiu “travado” para realizar alguma tarefa, e passou horas sem sair do lugar? Essa é uma das maiores características do bloqueio criativo.

O termo foi criado pelo psiquiatra austríaco Edmund Bergler, em 1947. O especialista queria entender porque algumas pessoas tinham dificuldade em continuar produzindo.

Encontrar o equilíbrio perfeito do corpo e da mente pode ser uma tarefa difícil. Ainda mais quando se está sobrecarregado de trabalho, fortes pressões sociais e problemas pessoais que fazem a criatividade e a inspiração se perderem. 

De maneira geral, o bloqueio criativo consiste em nada menos que um período de dificuldade para iniciar ou concluir um projeto pessoal ou profissional. 

Esse problema costuma ser comum entre as pessoas que trabalham com a criatividade, como os músicos, os artistas, os escritores ou os designers. Contudo, o bloqueio criativo pode acontecer com qualquer pessoa.

comer bem e cuidar da mente

Para realizar qualquer tipo de trabalho, é necessário ter a criatividade. No entanto, isso exige tempo, inspiração e certa organização. Assim, quando um desses fatores está em falta, o bloqueio criativo entra em cena, o que acaba prejudicando os resultados. 

Leia também: Como a saúde bucal influencia na saúde emocional

Causas

As principais causas do bloqueio emocional estão relacionadas à nossa saúde mental. Dessa maneira, sentimentos como o estresse, a tristeza, a insegurança, a incerteza e a autoestima baixa são alguns exemplos. 

Principalmente, se você se preocupa com as opiniões de outras pessoas, o medo da rejeição por não realizar um projeto com qualidade também é um grande inimigo.

Leia mais: Cromoterapia: Os benefícios da terapia das cores

Dicas de como reverter o bloqueio criativo

A boa notícia é que com algumas dicas você pode reverter o bloqueio criativo, expandindo seus novos horizontes.

Faça uma pausa para reverter o bloqueio criativo

Todos nós necessitamos de uma pausa para espairecer e liberar o estresse e a exaustão da mente. Dessa forma, é possível pensar em outros detalhes e as ideias surgem com mais facilidade.

Busque conhecimento

É normal não entender totalmente sobre determinados assuntos. Por isso, é essencial buscar novos materiais para ter mais conhecimento. Sendo assim, busque também as referências de outras pessoas que já realizaram trabalhos sobre o mesmo tema.

Pratique os exercícios físicos

Não é de hoje que os benefícios dos exercícios são enaltecidos, seja para a saúde física ou a saúde mental. As atividades físicas ajudam a aumentar a concentração, diminuir os níveis de estresse e produzir os hormônios que trazem bem-estar, como a serotonina.

Ou seja, através deles você consegue aumentar a sua produtividade, trazendo maiores resultados para os seus planejamentos.

Leia mais: Benefícios do pensamento positivo e como torná-lo parte da rotina

Procure as atividades que alimentem o físico e o mental

Por fim, ter uma atividade fora do trabalho ajuda a limpar a cabeça e a melhorar o desenvolvimento muscular. A ioga é um ótimo exercício porque você alonga o corpo, melhora a sua coordenação e consegue treinar o seu cérebro para a meditação, por exemplo. É uma prática perfeita para acalmar a ansiedade e relaxar os músculos.

Leia mais: Terapia Bioenergética: O que é e benefícios para a saúde mental

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo