Assédio moral no trabalho: Como identificar e lidar

O assédio moral é um tipo de abuso psicológico que pode se apresentar de diversas maneiras, especialmente no ambiente de trabalho. Contudo, esse comportamento também pode ocorrer em outras relações. Assim, o abuso moral pode ocorrer por meio de palavras, gestos, atitudes ou qualquer outra forma de comunicação agressiva, que faça você se sentir humilhado, ameaçado e vulnerável. Para quem sofre, são golpes na autoestima e na produtividade.

De acordo com um levantamento realizado pelo IPRC (Instituto de Pesquisa do Risco Comportamental) em 24 empresas, 41% dos profissionais afirmaram ter vivência ou conhecimento da ocorrência de assédio moral. 

Leia também: Relacionamento abusivo aumenta risco de depressão e ansiedade

Saiba como identificar

  • Sobrecarga de tarefas: Geralmente ocorre quando o superior é abusivo com o funcionário, encarregando-o de uma quantidade excessiva de tarefas. Porém, com um intuito negativo de prejudicá-lo.
  • Espalhar comentários difamatórios: Quando o agressor espalha rumores difamando a vítima com informações falsas e humilhantes para os outros colaboradores.
  • Ameaças: Um dos pontos mais recorrentes no assédio moral são as ameaças, que podem partir tanto de um superior quanto de um colega no mesmo nível de hierarquia. Sendo assim, a vítima pode ser ameaçada por meio de demissões em caso de desobediência ou acusações falsas para prejudicá-la.

Como lidar com o assédio moral

Se você está passando por isso no ambiente de trabalho, segundo especialistas, denunciar o agressor é fundamental. Em primeiro lugar, informe a gerência ou o RH sobre o comportamento da pessoa. É importante apresentar provas documentais ou gravadas que comprovem para facilitar ainda mais o processo.

Logo após, você pode recorrer à justiça e procurar um advogado para tomar providências contra o assédio moral. Por mais que seja difícil denunciar, nos dias atuais existem canais de ouvidoria na qual as reclamações são feitas anonimamente.

Leia também: Como o burnout pode afetar a saúde

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo