Ashtanga yoga: O que é, quais os benefícios e como praticar

Yoga possui diversas modalidades, uma delas é a ashtanga yoga, que envolve diversas posturas diferentes. A prática tem o foco em nos ensinar a valorizar e amar o próximo e a nós mesmos.

Foi fundada por John Friend, que após longos anos estudando e praticando vários estilos de yoga, empreendeu a criação da sua própria modalidade. Dessa maneira, ashtanga nos ensina que todos os seres são inerentemente bons e preserva a reconexão com a bondade intrínseca, poder e beleza. 

Leia também: Hatha Yoga: O que é e quais são os benefícios

Benefícios

  • Mudança de perspectiva: Yoga ajuda a mudar nossa perspectiva sobre as coisas, com uma clara tendência à aceitação e desfrute de tudo o que nos acontece e nos rodeia.
  • Flexibilidade: Assim como o hatha yoga, ashtanga yoga aumenta a flexibilidade do corpo, músculos e outros tecidos, o que melhora o sistema circulatório e linfático.
  • Reduz o estresse: A prática pode nos ajudar a aumentar os níveis de endorfina, o que reduz o estresse e nos leva a viver a vida de uma forma mais relaxada.

Leia também: Iyengar Yoga: O que é e quais os benefícios

Como praticar

Pose do guerreiro 

  1. Fique em pé e mantenha os pés a alguma distância um do outro. Levante as mãos no ar e mantenha-as retas. 
  2. Em seguida, mude a perna direita para um ângulo de 90 graus no lado direito e estique a perna esquerda na sua própria direção. 
  3. Mantenha o corpo reto.

Pose da águia 

  1. Comece com uma posição em pé e dobre ligeiramente os dois joelhos.
  2. Logo depois, enrole a perna esquerda em volta da perna direita, com o pé direito ainda encostados no chão.
  3. Dessa forma, mantenha a mão direita reta na direção para cima, dobrando-a do cotovelo e, em seguida, passe a mão esquerda ao redor da direita.
  4. Permaneça na pose por cerca de 15 segundos e depois volte lentamente para a posição inicial.

Postura do cachorro olhando para baixo

  1. Comece numa posição de quatro apoios, com as mãos no chão na mesma distância dos ombros e os pés ficam na distância dos quadris.
  2. Levante os joelhos do chão e incline sua pelve para o teto e para a parede de trás, mantendo seus joelhos dobrados.
  3. Com as mãos, empurre o chão para a parede da frente, como se quisesse empurrá-lo para longe de sua pelve.
  4. Quando realizada corretamente, a pose deve ser semelhante ao símbolo ‘V’ reverso.

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Estagiária de Jornalismo