Alimentos para ganhar massa muscular: Conheça os melhores

Você treina, treina, mas está difícil ver os músculos crescerem? Então, você precisa de uma dieta (emagreça com o Tecnonutri) para ganhar massa muscular. Contudo, esse progresso lento ou quase inexistente tem diversas razões. Uma delas, é que você não está priorizando os alimentos para ganhar massa muscular na rotina. 

Mude a alimentação para ganhar massa muscular

Talvez esse seja o pilar mais importante da transformação dos músculos. Especialistas afirmam que a para ganhar massa muscular tem 70% de responsabilidade sobre o corpo definido. O resto se divide entre treino e descanso. Ou seja, é importante aprender o que comer para ganhar massa muscular. 

Não existem estudos científicos que determinem a equação correta para a hipertrofia, mas uma coisa é certa: você não terá resultados de qualidade se estiver comendo mal. Assim, alimentos industrializados em excesso, bebidas alcoólicas, alimentos ricos em gordura e açúcares literalmente atrasam o lado do desenvolvimento muscular e da saúde. 

Mas, não é que você tenha que dizer adeus a todas as guloseimas que ama. Porém, uma estratégia saudável é: coma de tudo, mas com o tempero da moderação. Por exemplo, na dieta para ganhar massa muscular dá para incluir seu sorvete favorito em um dia da semana ou dois, sem se preocupar com as calorias. Afinal, você pode até ser focado, mas a privação no longo prazo pode se virar contra sua determinação. 

Principalmente para quem tem gatilhos de compulsão alimentar, às vezes um pequeno escorregão na dieta pode gerar culpa que é compensada… com mais comida. Um ciclo vicioso e contraditório, mas que é bastante comum. Por isso, reavalie o modo como tem se alimentado.

O principal segredo para um cardápio equilibrado é consumir todos os macro e micronutrientes por meio de alimentos variados.

Buscar em uma única fonte não é ruim, mas passado um tempo pode “murchar” o prazer em comer. 

Dessa forma, alie comida gostosa com qualidade nutricional, consumindo alimentos ricos em proteínas, que é o ativo principal da composição muscular. 

Os outros nutrientes são igualmente importantes, mas é preciso dosá-los em quantidades menores. 

Refeição da Dieta Paleo

Alimentos para ganhar massa muscular: O que comer para ganhar massa muscular

Banana

Banana para ganhar massa muscular é sempre uma boa pedida. Conhecido alimento entre os atletas, é uma boa fruta para consumir de lanche pré-treino. Pois provê muita energia para atividades físicas. Por isso, é também uma boa adição para o café da manhã.

Iogurte 

Um alimento simples, mas poderoso. O iogurte é fonte dos mais variados nutrientes. Nele, encontramos proteína, minerais, vitaminas, cálcio. Algumas versões apresentam ainda baixo teor calórico e podem conter potássio, fósforo, ácido fólico e micro-organismos que regulam o intestino, os famosos probióticos.

Além disso, o iogurte é muito versátil: é uma opção prática e fácil para incluir nos lanches e ainda vai bem em molhos de saladas e patês.

Carnes

Todas as carnes são ricas em proteínas e ferro. Ambos nutrientes que estimulam o ganho de massa magra e aumentam a quantidade de oxigênio nos músculos.

Carboidratos para  ganhar massa muscular

Eles não podem ficar de fora quando o assunto é ganhar massa magra. Mas, é preciso saber escolher. Portanto, opte por alimentos como: 

Espinafre

Rico em potássio e em vitaminas do complexo B –  B1 (Tiamina), B2 (Riboflavina), B3 (Niacina), B5 (Ácido pantotênico), B6 (Piridoxina), B7 (Biotina), B9 (Ácido Fólico) e B12 (Cobalamina), facilita o ganho de massa magra (músculos) e garante energia ao organismo. 

Ovo

Não é à toa, o ovo é um ingrediente indispensável na de quem treina para ter músculos mais desenvolvidos e fortes. Essa vantagem é atribuída ao alto teor de albumina, um tipo de proteína encontrado principalmente na clara do ovo, cuja biodisponbilidade é alta. Ou seja, o organismo aproveita praticamente toda a proteína do ovo, contribuindo para o processo de hipertrofia.

Dieta do Ovo

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.